transformação digital

Como a transformação digital impacta o e-commerce?

As mudanças de hábitos e costumes dos consumidores impuseram modificações abruptas no mercado nos últimos anos. A transformação digital transformou o varejo e o e-commerce.

Com o crescimento da internet, as pessoas passaram a contar com mais uma ferramenta de apoio para realizarem suas consultas e, consequentemente, as compras: a pesquisa online.

Segundo uma pesquisa realizada pelo CNDL/SPC Brasil, 97% das pessoas que têm acesso à internet buscam informações nela antes de realizarem suas compras, mesmo que nas lojas físicas.

No Brasil, 70% da população tem acesso à internet, por isso, estamos falando de uma mudança expressiva no comportamento geral de mercado.

Também ocorre outro movimento interessante: o aumento exponencial das vendas através do e-commerce.

Ficou interessado no assunto? Nesse artigo vamos apresentar como a transformação digital impacta o e-commerce e o varejo de modo geral. Continue lendo e confira!

Lojas físicas versus e-commerce

As lojas físicas oferecem a oportunidade ao cliente de poder tocar e experimentar os produtos. Já o e-commerce, uma maneira tranquila e confortável de fazer compras, e, geralmente, mais barata.

Há espaço, no modelo atual de consumo, para os dois modelos.

Os grandes empreendimentos varejistas apostam em trabalhá-los em conjunto e investem para atender o cliente de forma integrada, onde a loja física se conecta diretamente com o e-commerce.

Um exemplo disso é a possibilidade que o cliente tem em fazer a compra pela internet e buscar sua mercadoria na loja física. 

O contrário também é verdadeiro, quando o consumidor pesquisa os preços e produtos no e-commerce e se dirige ao endereço mais próximo para efetuar a compra.

As mudanças necessárias para a transformação digital

As lojas físicas precisam mudar sua forma de atuar, integrando os canais de vendas e quebrando uma possível competição interna na busca de resultados.

Isso significa mudanças profundas nos modelos e processos estabelecidos, como, por exemplo:

  • formas de remuneração dos vendedores,
  • engajamento dos colaboradores com os dois modelos,
  • treinamento e adaptação às novas tecnologias,
  • agilidade e flexibilidade nos processos,
  • diminuição da burocracia e hierarquização,
  • proximidade com o público.

Para que as operações tenham sucesso, é fundamental o tratamento e integração dos dados dos clientes.

O e-commerce possibilita, de forma fácil e instantânea, essa captura e ainda permite entender, através de ferramentas, o comportamento, preferências e modo de consumo.

Essas informações podem também fazer parte dos processos nas lojas físicas e atendentes precisam estar preparados e prontos a colaborar viabilizando os negócios, independentemente do meio escolhido pelo cliente para fechar o seu pedido.

O e-commerce e a logística

A transformação digital e o crescimento das vendas pelo e-commerce mudaram significativamente a forma de se entregar os pedidos.

As entregas eram realizadas apenas nas regiões próximas das lojas físicas, hoje mercadorias viajam centenas de quilômetros até chegarem ao seu destino.

O mundo está globalizado e as operações de logística colaboram para isso.

No entanto, ela ainda é um obstáculo, que pode se transformar em diferencial e alavancar as vendas nas lojas virtuais.

Para isso, buscar por serviços de qualidade, com bons preços e permitir que o cliente possa acompanhar o processo de rastreabilidade de seu pedido em viagem são diferenciais que conquistam o público.

Uma boa dica é utilizar como ferramenta de cotação e contratação de fretes uma plataforma de intermediação de fretes, como a CARGOBR.

Faça a transformação digital impactar positivamente o seu negócio e conheça a plataforma da CARGOBR, a melhor solução que envolve centenas de transportadoras de qualidade à sua disposição. Acesse nosso site e conheça nossa solução!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *