Skip to main content
A importância da eficiência na tomada de decisão

A importância da eficiência na tomada de decisão

Muitas pessoas acreditam que o sucesso de alguma ação esteja na tomada de decisão imediata, resolvendo rapidamente a situação ou problema.

Agilidade é diferente de precipitação, portanto, é importante uma análise a respeito de cada situação para tomar a decisão correta e que efetivamente resolva o problema ou a dúvida.

No mundo corporativo essa situação ocorre a todo momento quando líderes, gestores e colaboradores precisam tomar decisões diante de situações no cotidiano da empresa.

Nesse post vamos abordar a tomada de decisão com eficiência, onde os resultados colaboram com a gestão e manutenção do negócio. Continue lendo e saiba mais a respeito!

O que é eficiência?

Você já pensou sobre o que é eficiência?

Ela ocorre quando alguma coisa é desenvolvida de forma correta, produzindo bons resultados.

Isso significa que muito mais do que rapidez, é preciso garantir qualidade, precisão e principalmente, o alcance dos objetivos estabelecidos.

Portanto, a tomada de decisão eficiente envolve:

  • a avaliação da situação,
  • conhecimento das regras e políticas existentes,
  • discernimento a respeito dos resultados a partir da decisão tomada,
  • definição da melhor opção.

Tipos de tomada de decisão

Existem diversos tipos de tomada de decisão que fazem parte do cotidiano das empresas:

Decisões programadas

As decisões programadas são aquelas que estabelecidas antecipadamente através de estudos e metodologias previamente identificadas e que qualquer profissional pode seguir.

Como exemplo os procedimentos tomados para a cotação e contratação de fretes na expedição de mercadorias.

Decisões não programadas

Como o próprio nome diz, as decisões não programadas são aquelas que precisam ser tomadas mediante a alguma situação inusitada, onde não exista uma determinação ou um método a ser seguido.

Um exemplo é atender a algum cliente do exterior, quando sua empresa só trabalha no território nacional. O que fazer? Como proceder?

Decisões estratégicas

As decisões estratégicas são aquelas que impactam nos objetivos e resultados da empresa a longo prazo. 

Nesse caso as decisões do cotidiano não podem ir contra o planejamento estratégico da empresa.

Se a estratégia da empresa é a de terceirizar todos os serviços de transporte de cargas, decisões para a aquisição de caminhões não precisam ser analisadas, pois, já estão definidas no planejamento.

Decisões táticas

As decisões táticas são aquelas mais voltadas às ações departamentais de uma empresa, atendendo sempre as determinações estratégicas.

Um exemplo é a decisão por utilizar uma plataforma de frete para a cotação e contratação de transportadoras ou fazer contato individualmente com cada uma delas para obter as informações necessárias.

Nesse caso, a tomada de decisão é pelo formato a ser realizado para que a ação aconteça.

Decisões operacionais

As decisões operacionais são aquelas realizadas para a escolha do caminho a ser tomado na rotina do cotidiano das tarefas.

Um exemplo é a análise das propostas apresentadas pela plataforma de fretes, definindo a melhor opção para atender a entrega dos pedidos aos clientes.

Todas essas decisões precisam, independentemente do tipo, apresentar eficiência, ou seja, atender aos objetivos da empresa, levando sempre em conta:

  • análise interna da situação,
  • análise externa da situação,
  • oportunidades de mercado,
  • históricos,
  • comparativos e avaliação das tendências.

A agilidade nas decisões nem sempre é sinônimo de acerto, portanto, é importante que além de rápidas elas sejam também eficientes, viabilizando processos e resultando no melhor para a organização.

Agora que você já sabe mais sobre o processo de tomada de decisão, continue conosco para descobrir se você tem vocação empreendedora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *