custos logísticos

Tempo e espaço na gestão de custos logísticos

Uma das preocupações da área de logística envolve o tempo em que as mercadorias ficam estocadas em seus depósitos. Afinal de contas, o ditado já diz que “tempo é dinheiro”.

Mercadoria parada no estoque é sinônimo de prejuízo, uma vez que não gera rentabilidade imediata e toma espaço de outros produtos de maior circulação.

As dimensões tempo e espaço estão diretamente relacionadas à gestão de custos logísticos. Leia esse artigo e saiba mais a respeito desse importante assunto!

O que são custos logísticos?

Custo é o valor pago para atender a determinado objetivo.

Logística é gerenciar o transporte, movimentação e armazenamento de mercadorias.

Portanto, custos logísticos são os valores investidos para a gestão do transporte, movimentação e armazenamento de produtos.

Diversos custos estão associados à logística e o tempo e espaço, por vezes, são dois fatores extremamente importantes que passam despercebidos na hora desse levantamento.

As limitações de espaço e tempo

Um armazém tem um limite de espaço para o armazenamento de produtos e, se não for bem controlado, corre-se o risco de inviabilizar o negócio por falta de planejamento.

A partir do espaço físico existente, a gestão de logística precisa controlar a movimentação das mercadorias para evitar uma sobrecarga de produtos.

O segredo é não deixar faltar e fazer girar a mercadoria estocada.

Essa estratégia envolve diretamente as áreas de vendas e de compras, pois, produtos armazenados há muito tempo são sinônimos de prejuízo.

Por outro lado, depósito vazio é sinônimo de parada de vendas e produção, o que também não pode acontecer.

Esse equilíbrio precisa ser muito bem gerenciado, sob pena de sérios prejuízos ao negócio.

Como gerenciar os espaços nos custos logísticos?

O gerenciamento dos espaços precisam ser apoiados por informações estatísticas que controlem e informem a quanto tempo determinado lote ou carga está parado no estoque.

O problema de comunicação nas empresas tem sido um dos grandes motivadores para uma má gestão logística, uma vez que a falta de controle faz com que lotes inteiros de produtos sejam perdidos ou desvalorizados.

Um bom sistema de gestão é a ferramenta adequada para o gerenciamento dos espaços, onde deve-se controlar o tempo no qual determinados produtos estejam estocados.

O gerenciamento dos espaços precisa ser realizados a partir de informações que alertem os setores responsáveis a tomada de ações para que os produtos possam ser comercializados ou tenham um novo destino.

Como gerenciar o tempo nos custos logísticos?

Os produtos possuem prazo de vencimento ou obsoletismo, portanto, o controle do tempo é fundamental nos processos logísticos.

Com o apoio do sistema de gestão, é necessário controlar as datas de vencimento e também o tempo em que as mercadorias estão estocadas no depósito.

Controles como estoque mínimo, que mostram a quantidade que é necessária no depósito para não causar problemas à área de vendas e de produção, bem como o máximo, que demonstra que não há necessidade de novas compras, são fundamentais.

Esses controles tomam por base as quantidades e o tempo de giro das mercadorias que, aliados aos espaços existentes, permitem uma programação dentro da realidade de cada local.

Também fazem parte dos custos logísticos os tempos utilizados nas rotas e nas entregas das mercadorias que são perceptíveis e resolvidos com correções pontuais.

O fato é que o tempo e o espaço são fundamentais na gestão de estoque e precisam ser priorizados pela equipe de logística, alertando e informando possíveis problemas futuros.

A gestão de custos interfere diretamente no resultado da empresa e, infelizmente, muitos empreendedores não percebem que a lucratividade da operação pode estar sendo sabotada por problemas nessa área.

Agora que você sabe que as dimensões tempo e espaço são fundamentais na gestão de custos logísticos, que tal ler também 5 maneiras de reduzir custos com logística?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *