7 práticas de segurança do trabalho para a logística

7 práticas de segurança do trabalho para a logística

A segurança do trabalho para a logística exige alguns cuidados específicos, uma vez que se trata de atividades que envolvem grandes quantidades de mercadorias, equipamentos de apoio e os riscos de transportes.

Infelizmente a quantidade de acidentes no Brasil é alta, onde grande parte ocorre em função da falta de cuidado com a segurança profissional.

A Justiça do Trabalho divulgou números impressionantes que demonstram que entre os anos de 2002 e 2018, 10 milhões de trabalhadores sofreram algum tipo de acidente em suas funções profissionais no Brasil.

Lamentavelmente, nesse mesmo período, 45 mil trabalhadores perderam a vida enquanto exerciam os seus trabalhos.

Neste post apresentamos 7 práticas de segurança do trabalho para a logística. Continue lendo e saiba como colaborar para a diminuição desses trágicos indicadores!

Segurança do trabalho para a logística

A segurança do trabalho no Brasil é regida por leis que estabelecem normas regulamentadoras obrigatórias para empresas públicas e privadas.

A área de logística pode, através de algumas medidas, diminuir significativamente o número de acidentes e possibilitar um ambiente seguro a seus colaboradores.

Entre as principais medidas para isso estão:

Capacitação da equipe

A falta de treinamento é um dos maiores responsáveis pelos acidentes na área de logística. 

Isso ocorre especialmente nos processos de movimentação de materiais, quando a falta de experiência ou o mau uso dos equipamentos podem causar problemas sérios.

Portanto, a capacitação constante da equipe precisa ser realizada, onde devem ser tratados assuntos como:

  • carregamento e descarregamento de caminhões,
  • utilização dos equipamentos e ferramentas de apoio à logística,
  • utilização dos itens de segurança,
  • acondicionamento dos materiais no caminhão,
  • direção defensiva,
  • condução de veículos pesados,
  • normas e protocolos de segurança.

Estabelecimento de procedimentos de segurança

Estabeleça na empresa os procedimentos de segurança a serem cumpridos por todos os colaboradores e visitantes.

As orientações para os colaboradores devem ficar em lugar visível, preferencialmente nos vestiários, quando precisam ser atendidos, antes mesmo do início dos trabalhos, o cuidado com a vestimenta, como o uso de:

  • uniforme,
  • luvas,
  • protetores auriculares,
  • capacete.

Uso obrigatório de EPIs

O uso obrigatório de EPIs, Equipamentos de Proteção Individual, além de ser uma obrigação legal, precisa sofrer a fiscalização por parte da empresa, onde, nos casos de resistência a sua utilização, deve-se:

  • orientar o colaborador sobre a importância,
  • suspender os que não atendem as recomendações,
  • demitir por justa causa aqueles que não se adéquam às normas.

Utilização de equipamentos que facilitem os trabalhos

Os manuseios de cargas contribuem para sérios problemas da coluna e costas, o que, em muitas situações, leva o colaborador a ser afastado para tratamento médico.

O uso de equipamentos apropriados possibilita a preservação da saúde dos profissionais e agiliza as operações, melhorando a produtividade e garantindo qualidade nos serviços realizados.

Revisões nos equipamentos

Outra maneira prudente para evitar os acidentes está nas revisões periódicas dos equipamentos utilizados na área de logística.

A manutenção e a substituição correta das peças evita que o desgaste da própria ferramenta cause problemas que podem colocar em risco os seus usuários e aqueles que estiverem nas proximidades.

Distribuição adequada das cargas no carregamento

Um dos pontos importantes a serem observados com relação à segurança do trabalho para a logística está na distribuição adequada das cargas no caminhão.

A distribuição uniforme da carga é fundamental, além dos cuidados para que ela não se movimente durante a viagem.

A atenção para a ordem de descarregamento também precisa ser avaliada, especialmente no que se refere ao peso, que não poderá concentrar-se em apenas um dos lados do veículo, na medida em que os pedidos vão sendo entregues.

Campanhas de conscientização

Por último, e tão importante quanto as outras práticas de segurança do trabalho para a logística, está o desenvolvimento de campanhas de conscientização.

Essas campanhas são importantes e conseguem criar hábitos saudáveis nos colaboradores, como, por exemplo, desenvolver todas as suas atividades olhando pela segurança das pessoas envolvidas e do empreendimento.

Agora que você já conhece as 7 práticas de segurança do trabalho para a logística, continue conosco e leia nosso post que mostra como o PROCONVE impacta o setor logístico!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *