Neuromarketing: um aliado do e-commerce

Neuromarketing: um aliado do e-commerce

Cada vez mais o comportamento humano é estudado para que os resultados de vendas e atingimento de objetivos ocorram. O neuromarketing faz parte desse processo, unindo dois conceitos: a neurologia, a partir do subconsciente, e o marketing.

O subconsciente tem uma participação ativa no processo de decisão das pessoas, e é nesse ponto que o marketing pode atuar.

Para entendermos melhor, esse é o local da mente onde conteúdos estão armazenados e não fazem parte da consciência.

No entanto, essas informações são acessadas em muitas oportunidades, especialmente quando algum estímulo é provocado.

Neste post apresentamos o neuromarketing, um aliado ao e-commerce para a conquista de bons resultados! Continue lendo e saiba mais sobre o assunto!

O que é neuromarketing?

O termo neuromarketing surgiu no ano de 1990 através do professor norte-americano, Gerald Zaltman.

Em 1991, a Coca-Cola contratou laboratórios de universidades para a realização de estudos sobre a eficácia de propagandas e anúncios. Zaltman, na época, era docente da Universidade de Harvard, quando sua técnica ficou conhecida.

Esses estudos envolveram a aplicação de tecnologias na área de neurociências para fins de marketing.

Isso significa que essas ações, quando bem aplicadas, podem sugestionar o subconsciente das pessoas a adquirirem determinado produto ou serviço.

Como funciona o neuromarketing?

O neuromarketing estuda a apresentação dos produtos e serviços no objetivo de atrair e criar uma condição que leve as pessoas a desejarem adquiri-los.

Para isso, são trabalhados:

  • cores,
  • design da marca,
  • fotos,
  • ilustrações,
  • conteúdos.

Por trás desses materiais existem estímulos que acessam o subconsciente do consumidor e o levam a desejar contratar ou adquirir determinado produto.

Como aplicar o neuromarketing?

O neuromarketing defende que o instinto é um dos principais motivadores para a decisão de compra, ou seja, a decisão é tomada de forma rápida e baseada em sensações e sentimentos que estão gravados no subconsciente.

Para se obter resultados, basta, então, despertar a mente primitiva do consumidor, apresentando a ele através da visão as soluções que os fazem sentirem-se protegidos e confiantes em adquirir o seu produto. Para isso, deve-se:

Trabalhar a dor do cliente

Uma das principais dores do cliente quando faz suas compras em um e-commerce está na insegurança. 

Ele deseja saber qual é a situação do seu pedido, no instante imediatamente posterior a confirmação da compra.

Mostre ao seu público que na sua loja virtual é possível fazer o acompanhamento dos processos que envolvem os pedidos, controlando e se programando para receber os produtos comprados.

Utilizar cores e contrastes

A cor vermelha é excelente para despertar no subconsciente um clima de urgência, por isso em suas campanhas, apresente de forma clara as ofertas.

Ou seja, apresente o preço original e aquele que está sendo aplicado na promoção, onde o valor com desconto deve estar em vermelho. 

Na sequência, um botão de compra vermelho pode ser atraente para a decisão de compra.

Apresentar valor

Mostre ao consumidor como deve ser utilizado e como ficam os resultados dos seus produtos ou serviços através de fotos e gravuras, ou seja, apresente valor.

A visão colabora no entendimento e ajuda na tomada de decisão.

Gerar escassez

Outra estratégia interessante do neuromarketing é apresentar ao consumidor o que ele está perdendo, isso se faz com a estratégia de escassez.

Para isso, crie campanhas que apresentem prazos, deixando claro que a promoção terminará e a oportunidade será desperdiçada.

Usar gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são técnicas utilizadas para que a mente primitiva considere a situação e decida-se por adquirir o produto.

Eles envolvem ações que correspondem a:

  • autoridade,
  • consistência,
  • escassez,
  • preferência,
  • prova social,
  • reciprocidade.

Utilizar estratégias que envolvam a neurologia e o marketing em seu e-commerce, possibilita a melhora dos resultados e a fidelização dos consumidores que se sentem confortáveis em comprar em sua loja.

Agora que você já sabe o que é neuromarketing e como utilizá-lo nas estratégias da sua empresa, continue conosco e leia nosso post que apresenta 5 livros para quem quer empreender!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *