gestão de estoque

Gestão de estoque: qual o impacto nos custos de uma empresa?

A área de estoque movimenta toda a empresa, isso porque os produtos precisam ser controlados e reabastecidos para que o negócio continue funcionando.

As indústrias também precisam controlar os estoques de matéria-prima e os insumos para produção, e também os produtos acabados e aqueles não aprovados pela área de qualidade.

Já o comércio precisa controlar os produtos que estão expostos na loja e também aqueles que estão no depósito.

Mesmo sem comercialização direta de mercadorias, a gestão de estoque também é fundamental para a área de serviços, que precisa controlar o material de expediente e os produtos utilizados para a prestação das tarefas na qual foi contratada.

Enfim, até no âmbito residencial é preciso controlar estoques, afinal, ninguém gosta de perceber que está faltando um produto essencial na hora de fazer o almoço ou de ter alimentos vencidos no armário.

O que muitos empresários não percebem, é que a gestão de estoque impacta diretamente nos custos da empresa. É sobre isso que o post de hoje fala, continue lendo e veja como!

O que precisa ser controlado na gestão de estoque?

Empresas que não dão a devida importância à gestão de estoque acabam chegando a uma situação onde não é mais possível operar.

Essas situações ocorrem quando há muito estoque parado e produtos que têm grande giro em falta.

Vale lembrar ainda que o controle de estoque é uma obrigação fiscal, ou seja, a empresa que não controla adequadamente a entrada e saída de mercadorias fica sujeita às penalidades e multas.

Alguns itens fundamentais de serem gerenciados no estoque e que impactam diretamente nos custos são:

Entrada de mercadorias

Alguns cuidados precisam ser tomados na hora do recebimento das mercadorias, eles envolvem diretamente a projeção dos custos:

  • Verificar se a nota fiscal do fornecedor bate com o pedido de compra da empresa, observar quantidades, produtos e valores;
  • Conferir se as quantidades e os produtos da nota fiscal conferem com o que foi entregue;
  • Verificar se a data de vencimento dos produtos estão dentro da normalidade;
  • Dar a entrada dos produtos no sistema de gestão e acondicioná-los no local adequado que já estava programado para a chegada.

Armazenamento

É fundamental que exista uma metodologia para a entrada, armazenamento e saída dos produtos do depósito.

Quanto a isso é importante:

  • Armazenar os produtos de maneira que fique fácil a saída dos que estão a mais tempo no estoque, isso em função da data de vencimento das mercadorias;
  • Não misturar produtos, para facilitar sua retirada e evitar trocas de mercadorias.

Saída de mercadorias

Independente se a saída dessas mercadorias sejam para as lojas ou para clientes finais, ou ainda para alguma linha de produção, é indispensável:

  • Verificar se o pedido para retirada de mercadorias está de acordo com as regras da empresa;
  • Providenciar a separação dos produtos solicitados no pedido;
  • Priorizar a saída das mercadorias com datas de vencimento mais próximas;
  • Providenciar a entrega e ter a certeza, através de documentação formalizada, que o destinatário a recebeu.

Cuidados e gestão todo o tempo

Percebe-se que inúmeros problemas podem acontecer no estoque se não houver uma gestão de qualidade.

Inclusive, empresas quebram em função da má gestão de estoque e os prejuízos podem ser irrecuperáveis se tudo não estiver muito bem documentado, dentro de uma metodologia que evite erros, furtos e desatenção.

A gestão dos estoques também precisa prever um nível de quantidade de mercadorias que estejam de acordo com a procura dos clientes, portanto, não podem estar sobrando no depósito e não podem faltar.

Compras realizadas de forma aleatória também levam uma empresa a sérios problemas, uma vez que é necessário um dimensionamento adequado de produtos e quantidades estocadas.

O investimento em sistemas de gestão e controle são indispensáveis para uma gestão de qualidade dos estoques, onde todos os fatores apresentados sejam previstos e possam ser controlados de forma automática.

Se você gostou desse artigo, leia também: dicas para um controle de estoque eficiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *