escalar o e-commerce

4 estratégias para escalar o e-commerce

Uma das maiores dificuldades encontradas pelos empreendedores é saber como escalar o e-commerce. 

Existem regras fundamentais para que seu negócio apareça e as vendas aconteçam.

Na mesma proporção que o número de usuários conectados cresceu em todo o mundo, a concorrência também se expandiu e o público tornou-se mais exigente.

Muitos empreendedores imaginam que colocar a loja virtual no ar é suficiente para que as pessoas iniciem suas compras, mas isso não é verdadeiro.

Assim como nas lojas físicas, o e-commerce precisa também atrair seus clientes, apresentando produtos diferenciados e sabendo expor suas mercadorias para os consumidores, além de oferecer serviços de qualidade na entrega dos pedidos.

Nesse artigo vamos apresentar estratégias para escalar o e-commerce. Continue lendo e confira!

1. Para escalar o e-commerce é preciso planejamento!

A internet permitiu que muitas empresas montassem sua loja e conquistassem seu espaço, uma vez que os custos para manter um e-commerce são menores que a manutenção de um ambiente físico.

Como todo início, e em qualquer segmento, as dificuldades existem e os resultados são conquistados em ritmo lento. 

Portanto, é importante que você tenha nesse primeiro momento algum recurso financeiro para divulgar seu e-commerce.

É necessário um planejamento que atenda a todas as áreas envolvidas no seu negócio, portanto, faça um plano para as finanças, marketing, vendas e logística, tendo como foco a obtenção dos resultados desejados.

2. Crie diferenciais na logística

Um dos maiores problemas do comércio eletrônico encontra-se na má gestão da logística, afastando clientes em função dos preços dos fretes e dos contratempos de entrega.

Pesquisas indicam que o abandono do carrinho ocorre, em grande parte, em função dos valores do frete que inviabilizam a operação e acabam segurando a escalada do e-commerce.

Uma maneira prática e inteligente para a resolução do problema logístico é buscar plataformas de fretes, como a CARGOBR, que ofereçam opções e cotações de transportes em tempo real a partir de uma única pesquisa.

São dezenas de transportadoras homologadas, apresentando preços competitivos e alta qualidade nos serviços.

3. Conheça o mercado para vender

Outro aspecto importante é que você conheça o mercado onde está tentando comercializar os seus produtos.

Estudar a concorrência e as ações que ela realiza para atrair a atenção dos clientes, avaliar e verificar as preferências dos compradores com relação aos produtos e criar diferenciais farão toda a diferença.

Sua loja e sua marca precisam ser vistas pelo mercado como referência no segmento que se propõem a trabalhar.

Isso é possível de ser realizado a partir da definição do seu público-alvo.

Dentre algumas características, são informações importantes:

  • gênero,
  • idade,
  • renda,
  • nível escolar,
  • estado civil,
  • particularidades específicas.

4. Comunique-se com seu público-alvo para escalar o e-commerce!

Agora que você já sabe quem tem interesse nos produtos oferecidos por sua loja, concentre suas forças, energias e investimentos nesse público.

Toda a divulgação e material deverá ser confeccionado pensando no seu público-alvo

Crie metas para controlar as taxas de conversão e outros objetivos a serem atingidos.

A comunicação da sua loja com o seu público pode ser realizada de muitas maneiras, duas assertivas são:

 

  • blog: apresente conteúdos relevantes e que levem informações, curiosidades, formas de uso e detalhes a respeito das mercadorias comercializadas. 
  • mídias sociais: divulgue sua loja nas mídias sociais, atraindo seu público-alvo e despertando o interesse das pessoas que possuem as características da sua persona.

 

Transforme seu negócio em uma autoridade de mercado e você se surpreenderá com a quantidade de pessoas interessadas em trocar informações, conhecer e comprar suas soluções.

Não se esqueça da logística e que um pedido só é finalizado quando os produtos chegam ao seu destino, portanto, tenha cuidado com o tempo de entrega, a qualidade do transporte e diminua os valores do frete.

Agora que você já sabe como escalar o e-commerce, que tal ler também nosso post: por que seu e-commerce deve aproveitar a Black Friday?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *