Conheça todos os tipos de transporte de carga

Quando se fala em fretamento de cargas ou mercadorias, há uma série de fatores que devem ser levados em consideração para que o transporte ocorra de maneira segura e adequada. Atualmente, no Brasil, o meio mais utilizado para envio e recebimento de produtos é o rodoviário. No segmento existem diversos tipos de transporte de carga.

É importante conhecer todas as modalidades, para entender em qual categoria o produto que você deseja enviar se enquadra. Para ajudar em uma melhor compreensão sobre o assunto elaboramos este guia, com informações bem completas, assim você pode tirar todas as suas dúvidas. Confira!

#Números do Transporte Rodoviário no Brasil

São mais de 110 mil empresas transportadoras de carga rodando pelas estradas do Brasil, em aproximadamente 1.700.000 km de rodovias, sendo trechos municipais, federais e estaduais, com e sem pavimentação asfáltica. A informação é do anuário de 2017 da Confederação Nacional de Transporte, a CNT.

Entre os desafios para quem atua no transporte rodoviário estão as condições das estradas. De acordo com o anuário, a classificação das rodovias avaliadas na pesquisa CNT foi considerada regular em seu estado geral de conservação. Entre os fatores que influenciam para a demora da chegada de uma carga, por exemplo, estão a falta de sinalização e irregularidades na pista, como buracos.

O órgão do governo federal responsável pela regulamentação das atividades de deslocamento rodoviário no Brasil é a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a ANTT. O transporte rodoviário de cargas, especificamente, é regido pela Lei 11.442/ 2007.

#1 Cargas a Granel

As cargas a granel são aquelas que ainda não foram encaixotadas ou ensacadas. Esse tipo de mercadoria é mais comum no segmento do agronegócio e pode existir em dois formatos: granel líquido e granel sólido.

  • Granel Líquido: água, sucos e leite são alguns dos exemplos desta categoria. Para realizar este transporte, o veículo precisa ter uma carroceria preparada, com tanque de aço higienizado. Alguns produtos exigem refrigeração durante o trajeto, para evitar a perda de qualidade devido, especialmente, à característica perecível.
  • Granel Sólido: transporta alimentos como soja, feijão e arroz e a carga pode ser organizada em pallets ou conteiners, para facilitar o manuseio e evitar perdas significativas durante o percurso.

#2 Cargas Vivas

É o tipo de carga que exige cuidados, por transportar animais como vacas, porcos e galinhas. Além de um veículo adequado para esta carga, também exige que o motorista esteja preparado para levar os animais em segurança até o destino, com o menor índice possível de perdas durante o trajeto.

Entre as exigências para este tipo de transporte está a necessidade de carroceria fechada, mas que tenha diversas saídas para ventilação.

#3 Cargas Frigoríficas

Como estes são produtos destinados à alimentação, a exigência ao transportar esse tipo de carga é ainda maior, pois deve cumprir diversas normas.

A regulamentação de transporte para produtos alimentícios refrigerados, existente desde o ano de 2002, é regida pela NBR 14701, da Associação Brasileira de Normas Técnicas,a ABNT. Entre as especificações da normativa estão questões sobre embalagem, uso de registradores de temperaturas e preparação de docas.

As cargas frigoríficas estão divididas em duas categorias, sendo elas perecíveis e congeladas.

  • Perecíveis: são aquelas mercadorias que tem algum risco de estragarem caso não sejam armazenadas corretamente, na temperatura ideal e nas embalagens adequadas. Por isso, o tempo de entrega é muito importante, afinal, não é possível demorar além do planejado. Frutas como uva e morango, por exemplo, são produtos que exigem muito cuidado no manejo.

Por  isso, é muito importante que a transportadora que vai realizar este frete tenha maquinário especial, com equipamentos de refrigeração e câmaras frias. Outro ponto de grande relevância é a higienização regular dos veículos, para não ter problemas com contaminação.

  • Congeladas: são os produtos perecíveis congelados, como carnes bovinas, aves ou então alimentos como pizza. A complexidade dessa carga está em manter a mesma temperatura do início ao fim do trajeto. Por isso, é muito importante que a transportadora tenha veículos adequados para este tipo de serviço.

#4 Cargas Secas

Este tipo de transporte de carga não exige tantos cuidados. Isso porque a categoria é destinada a produtos industrializados e não perecíveis. Ou seja, dispensa cuidados com refrigeração, por exemplo, e não apresenta riscos caso ocorra atraso na entrega.

Entre as cargas secas estão móveis, alimentos não perecíveis e ferragens. Para este tipo de frete é importante acomodar o volume de modo que fiquem protegidos e organizados durante todo o trajeto, sem correr riscos em trechos com buracos ou curvas acentuadas.

#5 Cargas Perigosas

Como o próprio nome sugere, esta categoria de carga é de materiais que oferecem riscos ao meio ambiente, segurança ou saúde. Entre os produtos estão: líquidos inflamáveis, como o álcool e a gasolina, gases inflamáveis, como o gás de cozinha, e explosivos, como fogos de artifício.

Como estes materiais apresentam grandes riscos, há uma fiscalização específica para direcionamento e normativa, em vigência pela ANTT. O descumprimento das exigências resulta em multa, com valores variáveis conforme a infração.

Entre os cuidados necessários para realizar este tipo de transporte estão observar se não existe vazamento, se a carga está posicionada corretamente ou, então, se não está gerando riscos de uma reação química com outros materiais. Além disso, é preciso ficar atento às condições do veículo, como pneus e freios.

#6 Cargas indivisíveis de grande porte

Por transportar volumes com grande peso e dimensão, esta categoria inclui guindastes, reservatórios de alimentos e máquinas agrícolas, por exemplo. Ou seja, não podem ser divididos para transporte e exigem cuidados no manuseio para carregar e descarregar.

Muitas vezes, para transporte de cargas indivisíveis de grande porte, veículos menores realizam escolta, para garantir a segurança dos demais que trafegam nas rodovias.

Seguro para todos os tipos de transporte de carga

São vários os tipos de transporte de carga, que exigem adequação conforme a necessidade de cada produto ou material. Porém, independentemente do tipo de conteúdo que esteja circulando pelas rodovias, na hora de contratar um frete é necessário questionar sobre a questão do seguro. Afinal, é uma preocupação indispensável.

Diversos são os casos de roubo de carga no país. E para não ser pego de surpresa, ao contratar uma transportadora, é muito importante perguntar qual a cobertura que oferecem em caso de roubo ou extravio de cargas.

A CARGOBR pode ajudar você

Agora que você já sabe tudo sobre os tipos de transporte de carga, fica mais fácil selecionar a transportadora que mais se encaixa no perfil para realização do serviço.

A CARGOBR facilita, e muito, a rotina de quem precisa contratar um frete. Com poucos cliques, você tem acesso a diversas empresas no segmento de transportes.

A cotação online é fácil e rápida, ideal para quem precisa de agilidade! Além disso, a CARGOBR tem um blog com diversos conteúdos exclusivos, para ajudar você quando o assunto envolve frete.

One thought to “Conheça todos os tipos de transporte de carga”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *