Frete CIF ou FOB: vantagens e desvantagens para sua logística de entrega

A logística é cercada de vários conceitos, dois deles muito importantes são CIF e FOB.

A verdade é que conhecer os tipos de frete não é uma preocupação apenas das empresas que trabalham com logística, mas de qualquer empresa, já que o transporte de cargas impacta diretamente nas vendas pelo e-commerce

Provavelmente você escutou falar ou abandonou algo no seu carrinho virtual devido ao valor do frete ser muito alto, certo?

Esse preço está inteiramente ligado a essas duas siglas que citamos no comecinho: CIF e FOB. 

Quer saber sobre o que elas se referem? Continue lendo o nosso post e confira!

O que é CIF?

CIF é uma sigla do inglês Cost, Insurance and Freight, que, em português, pode ser entendida como Custo, Seguro e Frete.

É uma modalidade de frete em que a total responsabilidade pelo envio da mercadoria é do fornecedor.

Ele também é o responsável por pagar o frete, dentre outros custos, como o seguro de transporte.

Apesar de parecer que nesses casos o frete sai de forma gratuita para o comprador, geralmente a empresa desenvolvedora ou distribuidora dilui esse valor no preço total do produto.

Vantagens

As vantagens desse modelo são grandes, por isso, sua procura é alta não só no Brasil, mas em outros países também.

Dentre elas pode-se citar:

  • maior facilidade no processo de compra, 
  • menor chance de problemas em qualquer parte do processo logístico, já que a responsabilidade é do distribuidor, 
  • dispensa necessidade de equipe logística interna para controle do recebimento (em caso de empresas que compraram produtos).

Desvantagens

Até mesmo um dos melhores modelos de frete não está livre de ter suas desvantagens.

Os pontos fracos de CIF são:

  • falta de controle de prazos e condições de entrega, 
  • se houverem roubos de carga a responsabilidade é de quem compra, 
  • necessidade de acompanhamento do trabalho da transportadora.

O que é FOB?

Outra modalidade de frete também muito comum no Brasil, o FOB vem do inglês Free on Board, que em português pode ser entendido como Livre a Bordo.

Ao contrário do CIF, no FOB o comprador assume a responsabilidade do transporte no momento da compra, de forma a ter que negociar com transportadoras o envio, dentre outras questões logísticas.

Nesse caso, seguro, escolha da melhor empresa, assim como se preocupar com todo o trajeto deixa de ser uma questão da distribuidora, que se isenta da responsabilidade a partir do momento da venda.

Vantagens

O FOB tem a principal vantagem de apresentar menores custos com a logística, já que ela pode ser definida pelo próprio comprador. 

Muitas vezes as empresas já possuem contatos de confiança devido as suas compras serem recorrentes e em grande volume.

Além disso, é interessante essa maior liberdade e autonomia na questão da logística para as empresas.

Desvantagens

O modelo FOB apresenta alguns pontos que podem ser entraves para a escolha do cliente, como, por exemplo, a necessidade de ter uma equipe responsável por toda a logística.

Além disso, é uma grande responsabilidade a ser tomada ter que cuidar da entrega desde o momento que ela sai do distribuidor, já que se houver algum problema com o transporte, é a sua responsabilidade contatar o serviço contratado, compreender o que aconteceu e, em alguns casos, resolver as questões ou mediar possíveis problemas.

FOB ou CIF? 

Agora que você já sabe as diferenças entre FOB e CIF, além de suas vantagens e desvantagens, poderá escolher um método com mais facilidade.

Nenhum deles é ruim ou o melhor, mas, dependendo da necessidade da sua empresa, podem ser inadequados para o modelo de negócio. 

Gostou desse post? Assine nossa newsletter e continue sabendo tudo sobre a área da logística!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *