Um pouco sobre estoques e seus tipos

A palavra estoque é um fator primordial para qualquer um que opere no segmento logístico – desde fornecedores, até transportadoras, empresa de frete, entregas e mesmo varejistas perdem o sono ou podem ter lucros multiplicados pelo modo que gerem ou mantêm seus estoques e armazenamento. Neste post, trazemos alguns detalhes sobre os principais tipos de estoque presentes no mercado.

Consignação

Começamos com um tipo de estoque bastante comum, utilizado em geral por fornecedores para acelerar a distribuição, facilitando o custo de estocagem para empresas que operem com a entrega de seus produtos: o estoque consignado. Nessa modalidade, surgem as figuras do consignante, ou seja, a empresa que cede o volume de estoques para um terceiro, mas mantendo sua propriedade, e o consignatário, que é a empresa que manterá esses estoques de forma ativa, para distribui-lo, embora não assuma sua propriedade – no caso deste último, pode ser tanto uma transportadora, um atacadista ou um ponto de venda que entregará o produto ao cliente final.

Para facilitar, são dois lados: a empresa que cede o estoque, transfere o volume de mercadorias para a posse e controle de terceiros, mas mantém sua propriedade. Tal modalidade exige controle por parte do dono do estoque em si, que terá parte de seu volume localizado em outra empresa, local ou região. Quanto à empresa ou armazém que detenha a posse dos produtos consignados, vale atenção redobrada a esses produtos – eles não são seus de fato, estão ali apenas para serem distribuídos ou vendidos, mas no caso de encalhe, deverão ser devolvidos intactos para seu proprietário original.

Antecipação

Como o próprio nome diz, empresas geralmente formam estoques de antecipação em virtude de flutuações da demanda que fujam do tradicional, mas possuam determinada previsibilidade. Um exemplo disso é a venda em datas comemorativas: volumes aumentam e para facilitar e agilizar a entrega dos bens, empresas de carga, distribuidores, atacadistas e varejistas reforçam seus estoques tradicionais, antecipando maior venda e evitando a falta de determinados produtos.

Proteção

Os estoques de proteção, ou também chamados estoques de “hedge”, são aqueles volumes antecipados ou reforçados em virtude de situações que possam afetar a demanda, oferta ou preços. Por exemplo, é comum a empresas do segmento metalúrgico a compra excessiva de aço e metais para beneficiamento, sempre que há indicativos de que seus preços futuros possam sofrer alta, com a flutuação de indicativos como os preços do minério de ferro, carvão e mesmo custos logísticos. Com isso, a empresa aumenta seus custos de estocagem, mas garante manutenção dos preços de seus insumos por um período maior, reduzindo sua exposição à alta dos materiais.

Trânsito

Como o próprio nome sugere, o estoque em trânsito corresponde aos volumes pertencentes ao estoque de uma empresa ou transportadora que estejam sendo movidos – seja de um ponto a outro na própria estrutura da empresa, do fornecedor até o armazém ou do armazém até o cliente. Até que as transferências de propriedade dos volumes finalmente se realizem, tais estoques continuam sendo responsabilidade de seu detentor original.

Níveis de estoque

O controle dos níveis de estoque é uma ciência complexa. Para entendê-la, faz-se uso de algumas nomenclaturas específicas, que em geral consistem em “gatilhos” para se medir o volume de pedidos. Nesse ponto, surgem os volumes de estoque máximo, mínimo e médio, os quais, respectivamente, determinam a quantidade na qual se deve cessar novos pedidos a fornecedores, acelerar os mesmos, ou no último caso, simplesmente permanecer atento a novas variações.

Ainda em relação aos níveis de estoque, é comum encontrar os estoques de segurança – volumes mantidos para atender a altas repentinas de demanda, sem necessidade de esperar a entrega por parte de fornecedores ou formular novos pedidos – e também os estoques de contingência – os volumes mantidos para situações onde, literalmente, tudo mais dá errado.

Empresas maiores

No caso de companhias que trabalham com matérias-primas e insumos para seus produtos finais, ou que também possuam mais de uma unidade entre matriz e filiais, mais alguns tipos de estoque podem ser encontrados. Produtores muitas vezes trabalham com os chamados estoques pulmão – que são volumes de insumos, matérias-primas ou semiacabados ainda não processados, mantidos estrategicamente para o caso de atrasos ou escassez desses itens no mercado.

Para empresas com diversas filiais, uma matriz geralmente possui estoques reguladores, que têm a função de manter equilibrados volumes mantidos nas diversas filiais, as quais operam com velocidades de escoamento e situações de mercado distintas. Finalmente, temos os chamados estoques sazonais – aqueles mantidos em excesso em razão de flutuações de mercado previsíveis, ocasionadas por épocas específicas do ano – produtos de mais rápida venda durante o verão, por exemplo, como sorvetes.

admin
thiago.paim@cargobr.com
3 Comentários
  • Ricardo Santos
    Posted at 11:57h, 17 janeiro Responder

    Muito interessante este post.
    Estoque é o famoso mal necessário, por isso as empresas devem investir em sistemas e nos profissionais que fazem a gestão deste patrimônio, principalmente se o segmento for de sazonalidade ou de produtos que se tornam obsoletos muito rápido.

    Abraço,
    Ricardo Santos

  • Cleder Rosa
    Posted at 13:39h, 21 janeiro Responder

    Texto perfeito e completamente dentro da realidade.
    Porém cada empresa tem sua peculiaridade. Eu venho de uma cujo desafio era aumentar a área produtiva e reduzir estoques devido à falta de espaço físico. IMPOSSÍVEL.
    A solução foi alugar armazéns externos, aumentar os custos e desenvolver mecanismos de controles que evitassem parada no processo devido à falta de matéria prima. Desafios para redução dos custos são constantes e a pressão é enorme. This is the life!

  • Alex lima
    Posted at 16:22h, 28 julho Responder

    Poderíamos colocar em prática o sistema Just time,cabem,s uplay Chain,

    Sou profissional especialista em estoque e armazenagem,com conhecimento na cadeia de suprimentos e supplay Chain

    Precisando de consultoria entre em contato.

    Whats São 9 57415450

Postar Comentário