Santos – novo corredor multimodal em vista

Um novo corredor multimodal pode agilizar e aprimorar os transportes, não apenas para turistas e paulistanos que viajam nos feriados, mas também para cargas, na ligação entre a Grande São Paulo e a Baixada Santista. O projeto é ambicioso e avançado, e está em estágio avançado no que se refere a seus estudos preliminares.

O projeto batizado de “Via Mar” seria um corredor multimodal ligando o Rodoanel em seu trecho leste, no município de Suzano, ao Porto de Santos. A pista rápida, além de uma ferrovia, teria apenas 36 quilômetros de extensão e quase dois terços do traçado compreenderiam um imenso túnel, com um comprimento de 21 a 23 quilômetros. A primeira etapa já incluiria a construção de três faixas para o tráfego de veículo, mediante investimento de R$ 8 bilhões. Em uma segunda etapa, se configuraria o papel multimodal do projeto, com a instalação de uma linha férrea e também um anexo para o transporte dutoviário.

Perspectiva otimista

Os responsáveis pelo projeto, que seria realizado como uma parceria público-privada, estão otimistas: esperam que um processo licitatório possa ser arranjado em 12 ou 18 meses, sendo que a construção tomaria mais 4 anos. As obras do Rodoanel, embora tenham ocorrido em trechos distintos, tomaram mais de 20 anos. O metrô de São Paulo, cujo caráter subterrâneo se assemelha a um projeto dessa natureza, até hoje ainda arrasta a entrega de estações que deveriam estar funcionamento 5 ou 10 anos atrás.

Contudo, o projeto é consistente – há vontade e intenção de realização pelas partes privadas e públicas envolvidas e demanda também não seria um problema. Com a “nova” Imigrantes completando 13 anos e horas de trânsito em finais de semana e também em horários de pico nas rodoviais que fazem a ligação com o litoral, o novo projeto tem seu apelo e deve galgar novas etapas ao longo dos próximos meses.

Por outro lado…

É preciso correr para que o projeto não caia no esquecimento. Já existe, por exemplo, uma autorização para construção de uma nova estrada – a chamada “Rodovia Parelheiros-Itanhaém”. A autorização para construção e exploração dessa nova rodovia rumo ao litoral foi concedida pelo então governador Mário Covas, 18 anos atrás. A Lei 9.851, de 24 de novembro, foi publicada no Diário Oficial do Estado do ano de 1997 e até hoje, nada de rodovia ou mesmo plano objetivo para sua construção.

O projeto da Via Mar parece mais moderno e consistente, além de possuir boa composição de custos para sua grandiosidade, mas como tudo no Brasil, pode virar “futuro”.

banner

 

admin
thiago.paim@cargobr.com
1Comentário
  • Eduardo Festa
    Posted at 18:40h, 02 outubro Responder

    Sou um otimista nato. Espero que este projeto seja posto em prática. Precisamos muito dele, embora já esteja décadas atrasado.

Postar Comentário