Reduza custos com controle de matéria prima

Reduza custos com controle de matéria prima

Redução de custos através do controle de matéria prima é um assunto recorrente em diversos segmentos e mercados, inclusive alimentando lendas, como o caso da American Airlines, que teria economizado entre US$ 40.000 e US$ 500,000 apenas retirando as azeitonas das saladas servidas aos seus passageiros.

Apesar de esta história não ter confirmação no site da empresa, cálculos aproximados mostram que estes números não são impossíveis, mas economizar seus custos com redução de matéria prima nem sempre é a melhor saída.

Isto porque diversos fatores influenciam a forma como estes insumos influenciam nas finanças do seu negócio.

Vamos pensar num exemplo – fictício – oposto.

Uma empresa que vende cadernos toma a decisão de reduzir custos utilizando papéis de menor gramatura, assim como colas e cordões para amarrar as páginas por um valor menor.

Neste caso, é possível que, apesar da redução de custos, a médio e longo prazo, a decisão afete suas vendas, uma vez que a qualidade do produto, provavelmente, vai cair, deixando clientes insatisfeitos que irão buscar opções que melhor satisfaçam suas necessidades.

Pense quantas vezes você, como consumidor, não passou por uma situação parecida.

Entenda a sua realidade

Para evitar dar aquele “tiro no pé” ao jogar a carta de economia em matéria prima, é necessário entender a realidade do seu negócio.

O primeiro passo é fazer um estudo de todos os custos que envolvem sua operação e cadeia produtiva. Entender onde estão os principais gastos e como podem ser reduzidos sem impactar na qualidade e imagem do seu negócio.

Uma vez que mexer na matéria prima pode afetar a qualidade do produto final, uma boa ideia é entender quais os custos em outras áreas e departamentos podem estar afetando seus resultados.

Conhecendo as possibilidades de redução de custos em todas as áreas, é possível entender como e quanto esta redução vai impactar a compra de insumos para a produção da sua mercadoria sem afetar sua qualidade.

Planejamento é a resposta

Dado o primeiro passo, que é entender a realidade do seu negócio, é hora de planejar como reduzir seus custos sem impactar a sua empresa de forma negativa, afinal, a ideia é exatamente o oposto!

Abaixo, seguem algumas dicas de como planejar esta redução de custos:

•   Negocie com seus fornecedores
Caso você esteja iniciando seu negócio, é importante fazer uma boa pesquisa de possíveis fornecedores, conhecendo os que podem melhor te atender, considerando custo, prazos e formas de pagamento. Isto pode ser a grande sacada para começar sua empreitada de forma competitiva!

Se você já tem uma empresa estabelecida, mas que precisa reduzir custos, converse com seus fornecedores, principalmente  com os quais você tem melhor relação e a confiança é bem estabelecida. Isso pode ajudar em negociações e flexibilidade de pagamento.

Também, é importante manter possíveis novos fornecedores no seu radar, uma vez que, muitas vezes, para conseguir um novo cliente, os fornecedores acabam oferecendo alternativas mais atraentes.

De qualquer forma, é sempre importante manter um bom relacionamento com seus fornecedores.

•   Evite desperdícios
Pense o quanto de matéria prima deixa de ser aproveitada – e o custo deste desperdício -, seja por falhas no processo produtivo, cálculo errado na utilização do material, ou mesmo falta de criatividade em como aproveitar as sobras para desenvolver produtos paralelos.

Otimizar a utilização dos insumos é uma das principais formas de reduzir seus custos e, para isso, existem softwares que ajudam a calcular a forma de utilizar seu material, minimizando o desperdício.

Às vezes, um investimento inicial neste sentido, pode trazer resultados sólidos no médio e longo prazo.

Sem contar que, num momento em que o mundo está atento à causa ambiental, garantir que sua cadeia produtiva é otimizada e evita qualquer tipo de desperdício pode ser um grande trunfo para atrair clientes!

•   Mantenha seu estoque sob controle
Pense da seguinte forma: se você recebe um pedido de urgência, mas não tem o produto para pronta entrega, provavelmente você irá cobrar um valor mais alto devido à necessidade de alterar sua produção para atendê-lo, não?

O mesmo irá acontecer caso você precise adquirir algum material essencial para para produzir algo de última hora. Portanto, manter seu estoque organizado, bem inventariado e com margem para emergências é um bom ponto de partida para evitar gastos inesperados.

•   Estabeleça métodos de avaliação de resultados
De nada adianta tomar todas as atitudes acima e não ter um sistema que avalie os resultados e valide as ações, para que elas sejam replicadas de forma consistente, mantendo os resultados de forma constante, caso sejam positivos, ou repensá-los, caso o resultado não presente as melhores esperadas.

É importante ter este processo bem documentado para que cada detalhe possa ser identificado e ajustado caso seja necessário, ou até mesmo melhorado!Nenhum mudança é real caso não se consiga medi-la e avaliar seus resultados.

•   Selecione as transportadoras
Outra questão que pode acarretar no alto custo da matéria prima é o frete. Isto pois, em diversos casos, o frete pode ficar a cargo do comprador (frete FOB), fazendo com que o custo seja maior do que apenas o produto que você comprou. Portanto, se você não tem uma transportadora de confiança, dê preferência por empresas que utilizam a modalidade CIF, em que os custos do embarque ficam a cargo do vendedor.

Também é importante contratar serviços de transporte com idoneidade comprovada.

Uma ótima forma de selecionar transportadoras com boa reputação é utilizar ferramentas que desenvolvam soluções para a área de transporte e logística, com parceiros selecionados de forma criteriosa e constantemente avaliadas.

Espero que estas dicas te ajudem a tomar decisões referentes à redução de custos relacionadas ao frete e transporte de cargas, tanto para os seus clientes, como para o seu negócio!

Se você quer saber mais sobre soluções em logística, acesse nosso blog, onde temos uma série de artigos que vão te orientar sobre como otimizar suas operações!

Além do mais, temos um infográfico que vai te ajudar demais a pensar a redução de valores do seu frete e vender mais!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *