Caçambas, baús, meia-cana e outras do segmento de reboques

|
publicado: 18/08/2014
reboques

Fique por dentro dos reboques: caçambas, baús, meia-cana…

Quem trabalha há muito tempo com cargas rodoviárias está cansado de ouvir termos como caçambas, meia cana, bi bloco e muitos outros, mas nem todos que precisam de serviços logísticos estão ambientados a esse vocabulário. Todos esses termos se referem, de um modo ou de outro, a tipos e características de reboques e semirreboques – equipamentos essenciais para transportar toda e qualquer coisa. Os tipos de reboques são diversos e nomenclaturas podem variar um pouco entre fabricantes. Contudo, é possível conhecer um pouco do segmento, até para ter uma ideia clara de como suas mercadorias devem ou não ser transportadas.

Carrocerias, reboques e semirreboques podem pertencer a alguns tipos muito característicos – que possuem funções e propriedades diferentes:

  • Caçambas – basicamente, caçambas são reboques para caminhões que possuem diversos tamanhos e até mesmo formas distintas – mas uma coisa une todos esses implementos: elas são basculantes. Ou seja, essas caçambas se inclinam – longitudinalmente ou até lateralmente, para que a carga que levam seja escoada. Por essa razão, é um tipo de carroceria amplamente utilizada para a carga de granéis sólidos, além de entulho, sucatas e rejeitos. Claro que há também as “caçambinhas” deixadas nas ruas para o recolhimento de entulho, que posteriormente são içadas por caminhões aptos a realizar esse trabalho.
  • Meia cana – a caçamba em formato meia cana possui um fundo mais arredondado e abaulado, ideal para o transporte de granéis e materiais abrasivos e aderentes. Muito parecida com a caçamba comum, a meia cana possui maior facilidade de escoamento da carga quando é inclinada.
  • Bi bloco – uma caçamba maior e mais resistente, geralmente usado no transporte de materiais mais brutos.
  • Baú – o caminhão tradicional, geralmente utilizado por fabricantes de móveis e grandes varejistas, que transportam cargas fracionadas e de tamanhos diversos, que precisam ser acomodadas e empilhadas, além de protegidas contra impactos e quedas.
  • Lonados – alguns caminhões baú possuem em suas laterais lonas de fechamento, ao invés de chapas metálicas. Esse tipo de carroceria possui a facilidade de viabilizar a descarga e carga lateral.

Há muitas outras variações e tipos de reboque – sua escolha dependerá necessariamente do tipo de mercadoria a ser transportada. Carrocerias abertas metálicas, por exemplo, levam materiais de grandes dimensões, que precisem ser fixados com cintas e amarras. Outros reboques ainda mais especializados são empregados no transporte de veículos ou bebidas, por exemplo.

Boa notícia

Recentemente, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) decidiu incluir os reboques e implementos rodoviários em seu programa de renovação da frota. Empresas transportadoras agora poderão requerer crédito em algumas circunstâncias não mais apenas para a compra de caminhões, mas também de caçambas, carrocerias e reboques.

4 comentários

  1. Rubem Melo

    19/08/2014 as 12:09

    Parabens pela iniciativa.
    Completando duas informações:
    – Caçamba é nome popular da carroceria do tipo “Basculante”, tanto para caminhões, quanto para reboques e semi-reboques. Estabelecido na Portaria DENATRAN 309/12 (tipo de carroceria = 102 (basculante))
    – Baú é nome popular da carroceria do tipo “Fechada”, ou seja, com teto fixo.
    – Lonado é nome popular da carroceria do tipo “Fechada” e com fechamento lateral através de lonas.
    Att
    Rubem Melo

  2. luciano eduvirges

    19/08/2014 as 13:01

    Boa tarde! Assunto muito bem abordado, Sobre todos os tipos de transportes e implementos rodoviários. Como o Basculante que tem seus descarregamento por gravidade e as lobadas mais conhecidas como (open side). Parabéns pelo assunto abordado.

  3. Antonio Vieira

    19/08/2014 as 13:24

    O Brasil, não tem estrada para este tipo de transporte… Somos o País da corrupção e do jeitinho brasileiro… Falta Saúde, Educação’Segurança,Trabalho’ só não falta bolsa família….

  4. Maria

    20/12/2016 as 22:01

    Muito bem detalhado o texto de vocês, onde, em poucas palavras, podemos entender com clareza a diferença de cada tipo. Qual desses tipos de caçambas é o melhor para realizar o serviço de mudança? Talvez o tipo baú?

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>