Transporte rodoviário - por que ele é o mais utilizado?

Transporte rodoviário – por que ele é o mais utilizado?

Atualizado em Junho/2018.

O transporte rodoviário no Brasil é, de longe, o modal mais utilizado por empresas e embarcadores, qualquer que seja a análise feita. Só no Brasil, o modal rodoviário é responsável por 58% de toda a carga trafegada no País e o mercado de frete movimenta US$ 48.3 bilhões.

A malha rodoviária é utilizada para o escoamento de 75% da produção no país, seguida da marítima (9,2%), aérea (5,8%), ferroviária (5,4%), cabotagem (3%) e hidroviária (0,7%), de acordo com a pesquisa Custos Logísticos no Brasil, da Fundação Dom Cabral.

Outros dados comprovam esse hegemonia: em dez anos, o transporte toneladas úteis (TU) de carga no Brasil aumentou em 29,5%, passando de 389 milhões em 2006 para 503,8 milhões em 2016, informa o anuário de 2017 da CNT (Confederação Nacional do Transporte).

Mas quais são as razões para esse domínio? A falta de infraestrutura em outros modais pode explicar boa parte dessa concentração, mas há alguns outros motivos por detrás desse problema. Conheça!

Motivos pelos quais o transporte rodoviário é o mais utilizado no Brasil

Custos mais em conta

O frete rodoviário ainda possui, mesmo com a multiplicação de pedágios, concessões e preços cada vez mais caros do óleo diesel, uma vantagem de custo considerável sobre o transporte em outros modais. Em relação à malha ferroviária, por exemplo, trens e composições até ganham vantagem no transporte de insumos e volumes gigantescos, mas quando a carga é heterogênea e fracionada, o transporte em caminhões é consideravelmente mais barato. O pequeno alcance da malha ferroviária, além disso, torna operações mais complexas problemáticas e acaba utilizando também o modal rodoviário em boa parte das transferências de carga e movimentações.

Os custos de manutenção no transporte rodoviário também são consideravelmente mais baixos para o transporte rodoviário. E a despeito da falta de motoristas que aflige de tempos em tempos o segmento, alternativas limitadas como hidrovias e ferrovias, ou caras como o transporte aéreo fazem do modal rodoviário, de longe, o mais popular.

Alcance do transporte rodoviário

Ainda que em condições terríveis em muitos trechos, é possível dizer que muitas regiões do país somente podem ser alcançadas por meio de estradas e rodovias. Aeroportos e ferrovias levam a mercadoria apenas até determinado ponto da rota, de modo que em muitos casos a cobertura do trecho integralmente com o transporte rodoviário se mostra uma alternativa mais rápida e barata. Novas concessões rodoviárias devem oferecer melhorias em algumas rotas e, com isso, o domínio do modal rodoviário deve permanecer nos próximos anos.

Flexibilidade de rotas

Sem dúvida, o transporte rodoviário é bem flexível em relação aos itinerários (permitindo acesso a muitas regiões) e ágil, embora não possua grande capacidade para o deslocamento de mercadorias e pessoas.

Lentidão na liberação

Mesmo nos casos nos quais opções como o frete aéreo seriam mais vantajosas, a lentidão na liberação e despacho de mercadorias acaba tornando o transporte rodoviário uma opção interessante. Mercadorias podem aguardar semanas ou mesmo meses em postos de liberação, especialmente quando lidamos com comércio exterior. Mais frequente e comum, o transporte rodoviário acaba ganhando em agilidade nesses casos também.

Frotas próprias

Muitas empresas ainda não terceirizam totalmente suas necessidades de frete e operam também frotas próprias de caminhões – especialmente próximo às principais regiões metropolitanas. Nesses casos, melhor do que empregar outras soluções é fazer jus aos gastos com a manutenção e salários de pessoal em suas frotas dedicadas.

Também é importante ressaltar que o Brasil possui muitas rodovias que conectam todas as regiões do país e, desde a década de 80, muitas delas sofreram o processo de privatização – o que melhorou a qualidade das vias. No total, são 1,8 milhões de quilômetros, onde 146 mil são de rodovias federais e estaduais asfaltadas e 54 mil dessa extensão está concentrada no sudeste do país.

Quer mais informações para o envio da sua carga? Saiba quais são os diferentes tipos de carga rodoviária

7 thoughts to “Transporte rodoviário – por que ele é o mais utilizado?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *