Roubo de cargas: prejuízos de R$ 1 bilhão

Os prejuízos com o roubo de cargas no Brasil já superam R$ 1 bilhão, de acordo com estimativas e levantamentos de entidades do setor. No último balanço fechado pela NTC Logística, para 2011, prejuízos chegaram a R$ 920 milhões em mais de 13 mil ocorrências no país. Desse total, mais de 50% no estado de São Paulo e praticamente 85% apenas na Região Sudeste. O roubo e receptação de Leia Mais

Paranaguá reduz filas com cadastramento on-line

Famoso por aparições nas televisões, exibindo enormes filas e esperas de até 24 horas por parte de caminhoneiros, o Porto de Paranaguá, no estado do Paraná, afirma ter reduzido consideravelmente o tempo de espera para motoristas e embarcadores, com a introdução de um sistema de cadastramento on-line de veículos e cargas – o “Carga Online”. O porto, com a mudança, recebe dados sobre caminhões chegando ao porto com antecedência e os cruza com dados de navios e embarcações, agilizando parte do processo de encaminhamento das cargas dos transportadores. Leia Mais

Para Denatran, elevar traseira é ilegal

A despeito da moda de elevação de traseiras entre caminhoneiros, as alterações efetuadas sem critério ou acima da média são consideradas ilegais pelo Denatran e, inclusive, podem ocasionar multas. Para o órgão, a elevação de traseiras feita sem critério é ilegal e fere o artigo 8º da resolução 292/08 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que diz ser proibida a alteração das características originais das molas. Para o caminhoneiro que efetuar a mudança, é possível enquadramento no artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), adverte o próprio Denatran. Leia Mais

A importância da pesquisa no financiamento de um caminhão

Com a elevação das taxas de juros e o desaquecimento da economia, pesquisar na hora de contrair um financiamento para aquisição de caminhões novos ou usados virou uma prática indispensável, seja para o caminhoneiro autônomo ou para empresas de transporte de cargas. Seja no caso de opções de financiamento oferecidas pelo BNDES (como o Procaminhoneiro e PSI), na busca de Leia Mais