O que o varejo precisa saber sobre logística?

|
publicado: 14/10/2014
old-truck-vehicle-2832-829x550

O que o varejo precisa saber sobre logística?

Varejistas vendem e empresas de logística transportam, correto? Pode até ser, mas assim como transportadoras que atuam com maior frequência com clientes varejistas precisam entender um pouco do negócio para realizar um bom trabalho, empresas de varejo, físico ou eletrônico, precisam compreender alguns tópicos de logística para comandar melhor seus negócios e também atender melhor a seus clientes. Ninguém acha que você, lojista, deve ser um “expert” em transportes, mas é necessário que você acompanhe algumas variáveis no segmento de logística para ter uma visão mais apurada e global de sua própria empresa e modelo de negócio.

Estoques

A primeira variável a ser acompanhada de perto pelo varejo são os estoques: como se dá o armazenamento dos produtos, de que forma estoques são organizados e, principalmente, se o controle dos itens na transportadora “dialoga” com o controle que você mesmo faz em termos de compras e vendas. É importante que todos os produtos estejam sendo administrados segundo uma mesma lógica, assim você evita compras demasiadas ou escassez de oferta para seus clientes, além de facilitar o serviço do parceiro logístico.

Inventários

Não basta manter os estoques sob pente fino – é preciso registrar tudo o que entra e sai e onde está cada item, tanto do ponto de vista físico quanto do ponto de vista contábil. Controles de inventários feitos “no dedo” podem causar imensos prejuízos, além de causar, de tempos em tempos, o “sumiço” de determinados produtos, cujas notas e descritivos não foram tomados da maneira ou na hora certa.

Transportes

Essa é a parte mais nítida do segmento logístico – não apenas para o varejista, mas também para o cliente. É sempre bom verificar, de tempos em tempos, como transportadoras estão entregando seus produtos, em que tipo de veículos (se eles estão em bom estado e possuem boa apresentação) e como os colaboradores de seus parceiros logísticos estão tratando a sua clientela. Afinal de contas, problemas ou dificuldades com clientes seus devem ser reportados e, caso isso não esteja sendo feito, é necessário remediar a situação com a máxima urgência.

Embalo e acomodação

Você precisa estar ciente de como e de que maneira seus produtos são embalados, acondicionados nos caminhões ou aeronaves e unitizados. Por mais cuidadoso que seja seu parceiro logístico, muitas vezes a fragilidade ou características peculiares de cada produto não são de seu domínio – cabe a você, o cliente dele, instruir qual a melhor forma de embalar e manusear esses produtos, evitando acidentes, perdas e desperdícios.

Comunicação

Finalmente, varejistas precisam se assegurar de que as transportadoras que manuseiam seus produtos tenham um estreito nível de comunicação. Qualquer problema ou falha precisa ser reportado de imediato para que você varejista possa substituir produtos, avisar seus clientes e, sobretudo, tomar decisões mais rápidas e melhores em cada tipo de situação.

banner

Um comentário

  1. Willian

    28/07/2016 as 15:33

    “Caros.
    Solicito orçamento de frete para as regiões abaixo.

    Somo uma empresa de distribuição de produtos alimentícios (foco em varejo)

    Estamos analisando propostas para parceria de negócios

    Estamos localizados na Via Anchieta próximo ao KM 12

    Favor enviar proposta, para BID de negócios.
    (obs; primeiro contato via e-mail, para analise de preços e posteriormente negociação de fretes)”

    KM REGIÃO Média de Entrega Média de Peso
    46 Cubatão 16 1775
    61 Santos 21 1604
    64 São Vicente 15 1600
    69,3 Praia Grande 16 1497
    76 Guaruja 12 1676
    90,9 Mongagua 10 1245
    101 Bertioga 10 2776
    103 Itanhaem 14 1236
    131 Peruibe 9 1439

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>