O que é fluxo de caixa e por que ele é importante

O que é fluxo de caixa e por que ele é importante

Você, com certeza, já ouviu falar de Fluxo de Caixa, não é mesmo? E provavelmente já ficou bastante incomodado ao pensar em como realizar o fluxo do seu negócio, mexer com números, fazer cálculos e talvez reconhecer um resultado que não é o esperado, certo?

Mas, na verdade, esta é uma ferramenta fundamental para a saúde do seu negócio!

Pense nele como um robô médico do futuro que, constantemente, te oferece um diagnóstico da sua saúde, informando quais os pontos que merecem cuidado, quais os pontos que estão positivos, e quais as urgências.

Assim, o Fluxo de Caixa realiza esta mesma função na sua empresa e, por incrível que pareça, você já deve ter usado ele no seu dia a dia.

Ele nada mais é do que aquela planilha, ou caderneta nos quais você faz as suas contas mensais ou semanais, nos quais você coloca o seu salário, os gastos e contas e qualquer renda extra que você possa ter e, ao final, sabe se terá dinheiro para cumprir suas obrigações financeiras, se vai ficar no vermelho, ou vai sobrar aquela graninha para investir ou se divertir.

A diferença é que, no caso de um negócio, ele é a linha da vida financeira da sua empresa, que oferece o diagnóstico que vai te permitir tomar decisões sobre como agir nos próximos períodos, sejam diários, semanais, mensais, anuais, ou até mesmo por períodos maiores, dependendo do seu planejamento.

Por que ele é importante para a minha empresa?

A principal função do Fluxo de Caixa, para o seu negócio, é oferecer informações precisas sobre a situação financeira, e possibilitar o planejamento de ações necessárias para que os resultados esperados sejam atingidos ou, no mínimo, aproximados.

Isto porque, esta ferramenta oferece uma visão acurada sobre cada aspecto financeiro do seu negócio, facilitando o reconhecimento de quais são as áreas que apresentam resultados abaixo do esperado, ou aquelas que superam as expectativas, possibilitando que ações sejam tomadas para balancear a situação.

Assim, o Fluxo de Caixa deve conter todos os valores, tanto de receita como custos, por menores que possam parecer, já que no total acumulado por período, isso pode fazer uma grande diferença nos resultados.

Com isso você diminui, drasticamente, a possibilidade de ser pego de surpresa por problemas financeiros do seu negócio, podendo tomar ações antecipadas para evitar qualquer problema, ou até mesmo, em caso de caso positivo, decidir como investir, ou readaptar o capital de giro do seu negócio.

Como fazer o Fluxo de Caixa?

Bom, já sabemos o Fluxo de Caixa é o resultado das somas de todas as suas receitas menos as despesas numa determinada data ou período. Mas como documentar isso de forma eficiente

• Defina períodos de tempo
Dependendo do seu tipo de negócio, o período de tempo que você vai estruturar seu fluxo pode variar, dependendo da sua necessidade específica.

Fluxos semanais são importante para acompanhar negócios com maior necessidade de agilidade, que tem grande rotatividade de estoque, recebimentos e contas a pagar em datas variadas.

Fluxos mensais são ideais para empresas com uma estrutura mais sólida, que permitem uma organização de maior longo prazo, em que se consegue organizar as contas a pagar em datas mais próximas e com receitas mais estáveis.

Já os fluxos semestrais ou anuais são importantes para projeções de prazos mais longos, permitindo um planejamento para ações futuras, visando mudanças estruturais ou ações de maior impacto, que precisam de maior tempo de planejamento.

Independente do período determinado para você estabelecer seu Fluxo de Caixa, é importante abastecê-lo diariamente, evitando que se perca algum detalhe que possa ter impacto nos resultado final.

O que fazer com os resultados?

O primeiro ponto ao avaliar os resultados do seu fluxo é entender como está a saúde financeira da empresa e entender quais são os pontos de atenção.

Caso seu fluxo mostre que há dinheiro em caixa, mesmo após o pagamento de todas as contas, é preciso pensar no que fazer com esta sobra, e o primeiro passo, é estabelecer o quanto deste valor será reservado como Capital de Giro, ou seja, uma reserva que ficará disponível para casos de emergência financeiro.

Se esta sobra for além do necessário para o Capital de Giro, é preciso pensar em como investir este valor, uma vez que dinheiro parado não traz benefícios. Você pode fazer um investimento que renda juros, renegociar pagamentos futuros a preços mais baixos, investir em ações promocionais planejadas, etc.

Pontos de atenção

Para ter um Fluxo de Caixa eficiente, é preciso estar atento a todos os fatores que gerem custo e receita para o seu negócio, inclusive alguns que podem ficar esquecidos por não serem recorrentes em curtos espaços de tempo, como impostos, reposição de estoque, férias e desligamentos de funcionários.

Portanto, mesmo que os relatórios de fluxo possam ser mais espaçados, seu preenchimento deve ser diário e sempre baseado no calendário financeiro de médio e longo prazo, assim como contar com alguns imprevistos. Por isso volto a ressaltar a necessidade de estabelecer um Capital de Giro que abarque eventualidades.

Existem diversas formas de documentar seu Fluxo de Caixa, desde planilhas simples, que você pode encontrar exemplos online, até utilizar sistemas de controle online, disponíveis por diversas empresas.

Então, para garantir a base do sucesso do seu negócio, é fundamental que você mantenha o controle do seu fluxo para organizar suas finanças e poder fazer planejamentos bem embasados em curto, médio e longo prazo.

Espero que este conteúdo tenha te ajudado a entender a importância do Fluxo de Caixa para o seu negócio, independente do seu tamanho ou faturamento!

Se ficou interessado em saber mais sobre como fazer sua empresa crescer e entregar muito mais para seus clientes, acesso o nosso blog, onde temos diversos artigos que vão te ajudar muito!

E falando sobre controle financeiro, que tal ler nosso artigo com dicas para evitar inadimplência e manter suas contas em dia?

Conheça Dicas para reduzir a inadimplência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *