Frete grátis existe?

Uma das estratégias de venda de lojas virtuais é o frete grátis, e de fato essa frase atrai consumidores e curiosos, trazendo retorno para o e-commerce. O problema é que não existe serviço sem custo, existem alguns artifícios para aumentar o número de acessos e de compras nos sites e o frete grátis é um deles.

Como surgiu o frete grátis?

A política de frete grátis surgiu no começo do e-commerce nos Estados Unidos, lá em meados de 90. Para estimular as compras pela internet, que ainda não eram populares, criaram uma estratégia de frete gratuito, onde quem optasse pela compra online receberia sua mercadoria em casa e sem custos adicionais.

Quando as lojas virtuais vieram para o Brasil, perto dos anos 2000, o modelo de negócios se baseou na experiência americana e também passou a oferecer o frete grátis, porém o custo com transporte aqui é muito maior do que nos EUA, aliado com um planejamento logístico falho fez com que muitas lojas virtuais tivessem uma margem pequena de lucro.

Por fim, quem paga o frete que é grátis?

Muitas vezes você mesmo. Algumas empresas embutem o valor do frete na nota, fazendo uma média de custo de logística com determinado artigo e aumentando o valor final do produto.

Algumas vezes a empresa arca parcialmente com os valores, mas normalmente essas empresas têm parceria com transportadoras que fazem esse serviço com valor abaixo de mercado, com qualidade abaixo e entrega fora do prazo estipulado.

E o que as empresas tem feito?

O frete grátis vem caindo a cada ano, as empresas têm repassado esses custos aos clientes. Vem surgindo uma nova política de frete, onde é ofertado diversas opções de entrega de uma mesma mercadoria. Se você precisa do produto com urgência, normalmente poderá optar pela entrega no mesmo dia, se tiver disposto a pagar um pouco mais por isso, se não tiver pressa poderá optar pelo valor de frete mais em conta.

Mas lembre-se: nenhuma transportadora está entregando sua mercadoria sem custos, isso não existe. Todo o frete exige uma cobrança, o que muda é por qual caminho a empresa que você comprou cobrará.

admin
thiago.paim@cargobr.com
Sem Comentários

Postar Comentário