Cross-Docking – Inovação na logística

|
publicado: 15/05/2013
cross-docking

Você sabe o que é o cross-docking?

Cross-docking é um processo de distribuição no qual a mercadoria recebida é redirecionada sem ser previamente armazenada. Por isso requer um bom conhecimento dos produtos de entrada, seus destinos, e um processo para eficientemente roteá-los para os veículos de saída. Para que uma operação seja chamada de cross-docking, há três pontos essenciais:

1. O tempo de permanência total da mercadoria no local onde ocorre o cross-docking deve ser reduzido ao mínimo. Alguns especialistas delimitam o tempo máximo de um dia para que se considere um cross-docking. Alguns prestadores de serviços logísticos, no entanto, não cobram taxas de estocagem se o produto permanecer por até três dias no local. O que se deve fazer notar é que o tempo de permanência dos produtos é uma variável crítica em um cross-docking.

2. Depois do recebimento, a carga deve ser enviada diretamente ao veículo que vai realizar o frete ou ficar em uma área de picking, mas nunca pode ser estocada. O estoque foi eliminado com o cross-docking.

3. Faz-se indispensável um ERP capaz de coordenar as trocas de informação e produtos. É crucial a coordenação entre os diferentes participantes do cross-docking, especialmente no que se refere aos tempos em que os veículos chegarão ao operador de cross-docking.

O processo de cross-docking é muito complexo, cheio de detalhes, e que exige um grau avançado de maturidade de clientes e fornecedores. Os fornecedores perfeitos são aqueles que conseguem coordenar a quantidade pedida no tempo exato. Ademais, é necessário que o processo seja tecnologicamente atualizado, por exemplo, código de barras nas caixas, facilitando assim o processo de roteamento. O cross-docking ideal tem uma rede de transportes, equipamentos, processos e operações para dar suporte ao fluxo de produtos do fornecedor para o consumidor.

Benefícios do cross-docking

Os benefícios mais facilmente visíveis do cross-docking vêm da economia do trabalho, da redução de custos de armazenagem e perda em estoques e também custos de oportunidades. Podemos citar ainda:

  • Reduz-se necessidade de espaço
  • Reduz-se avaria aos produtos
  • Diminuem os furtos
  • Menos custo de manuseio
  • Diminui obsolescência (e prazo de validade) dos produtos
  • Sobe a velocidade de fluxo de produtos e circulação do estoque
  • Fornece suporte às estratégias de just-in-time (JIT)

Desvantagens do cross-docking

Nem tudo é perfeito no cross-docking. Podemos listar algumas desvantagens abaixo:

  • É necessária sincronização entre fornecedores e demanda
  • Necessita-se de dependências adequadas
  • ERP’s inadequados podem prejudicar o processo
  • É difícil determinar os produtos candidatos
  • Pode ocorrer stock-out pela ausência de estoque de segurança

Um caso clássico de cross-docking foi a venda de calçados pela Americanas.com sem que o e-commerce tivesse ao menos um par em estoque. A empresa vendia tênis a partir da loja da Netshoes, com garantia da existência de estoque na própria Netshoes. O back-office da Americanas.com passava à Netshoes o pedido de compra consolidado após a confirmação do pagamento dos pedidos. Após uma determinada hora de corte, a Netshoes separava a mercadoria, faturava a Americanas.com e mandava a mercadoria para a Americanas. O Warehouse Management System (WMS) da Americanas.com fazia a conferência da mercadoria e, sem armazená-la, enviava a mercadoria à expedição para faturamento.

3 comentários

  1. Fernando Rosa

    28/05/2013 as 00:21

    Tem que se ter um sincronismo muito apurado em todas as fases, sistematicamente isso pode ser feito, mas a Gestão tem que ser muito efetiva.

  2. Marcos Clemente

    30/08/2015 as 16:28

    Tenho Uma Dúvida, Existe um tempo determinado por lei, para a operação Cross Docking,a nível de fiscalização?

  3. deivison souza da silva

    21/11/2015 as 10:17

    MUITO IMPORTANTE ESSA INFORMAÇÃO ME AJUDOU BASTANTE, OBRIGADO O SISTEMA CROSS-RELEVÂNCIA É UMA FERRAMENTA DE GRANDE RELEVÂNCIA NOS CUSTOS JÁ QUE O PRODUTO SAI DIRETO PARA O CIENTE.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>