Carga expressa – lidando com produtos pequenos

|
publicado: 7/01/2015
express

Carga expressa – lidando com produtos pequenos

Despachar produtos pequenos e delicados parece algo fácil, mas exige algumas precauções e medidas específicas. a CARGOBR reservou algumas dicas para você que não está acostumado a esse tipo de operação, ou que já teve problemas em ocasiões anteriores.

A grande maioria dos produtos despachados por pessoas físicas ou escritórios são de pequeno porte, mas também muitas vezes frágeis e delicados.

Nível de urgência

No caso de encomendas ou remessas urgentes e de pequenas dimensões, o frete aéreo ou expresso é sempre uma opção mais viável. Além de chegar mais rápido ao destino, esses serviços possuem programações com bom nível de previsibilidade e, em termos de preços, para pequenas cargas, são bastante compatíveis com remessas comuns, na verdade.

Embalagens

Sempre embale os produtos com cuidado, pensando em possibilidade de quebra e choques na área de manuseio. Caixas novas e resistentes, fitas e anteparos, plástico-bolha e jornais para reduzir a movimentação do objeto dentro da embalagem e por aí vai. A carga expressa tende a lidar com mais delicadeza com produtos, mas nunca deixe de embalá-los com cuidado.

Rastreamento

Mantenha sempre arquivados e acessíveis os números e códigos de rastreamento para esses produtos, acompanhando com frequência o status à medida que o produto é embarcado, transportado e entregue.

Documentação

Evite que os produtos e remessas sejam barrados, encaminhando junto com os itens toda a documentação necessária. Identificação simples e visível, notas fiscais, códigos de barras e descritivos dos produtos e também telefones e endereços de contato, para que você possa ser acionado com facilidade no caso de qualquer problema.

Cada coisa em seu lugar

Não coloque produtos diferentes ou distintos dentro de uma mesma caixa ou embalagem. Além de criar uma possibilidade de acidentes e quebra, isso ainda torna a identificação dos produtos difícil e pode gerar problemas no caso de fiscalização.

Faça diversas cotações

Os preços, para cargas pequenas e expressas, podem variar enormemente. É importante que a cada nova remessa você realize algumas cotações, atualizando suas projeções de gastos e podendo assim selecionar a melhor oportunidade para suas necessidades de carga.

banner

 

Um comentário

  1. Citado em: Uso de motoboys, quando vale a pena? - Blog CARGOBR

Comentar

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>