Carga consolidada – o que é, afinal?

Carga consolidada

“Consolidado” é tudo aquilo que é unido ou colocado em um mesmo conjunto, formando algo mais elaborado e complexo, um novo item, geralmente maior e também padronizado. Na logística, as cargas consolidadas representam nada mais do que a combinação de volumes e produtos remetidos por diferentes clientes, que possuam mesmas condições de entrega e rota a ser percorrida.

Concentrar diversas cargas e lotes em unidades que sigam um padrão facilita não apenas o transporte de mercadorias, mas também seu controle e movimentação. Máquinas, equipamentos e toda a infraestrutura envolvida no processo pode seguir um mesmo padrão, o que sem dúvida barateia os processos e reduz os custos logísticos envolvidos.

Legalmente, cargas consolidadas, como conjunto e unidade, possuem e compartilham de um mesmo conhecimento de transporte gerido pela empresa consolidadora, ainda que essa documentação apresente distinções a depender dos modais envolvidos no transporte ou frete.

Há operadores e transportadores especializados nesse tipo de consolidação, principalmente aqueles que lidam costumeiramente com cargas fracionadas – entre as várias transportadoras que oferecem serviços em sites de cotação de fretes online, como a CARGOBR, a grande maioria realiza algum tipo de consolidação em suas remessas. Na consolidação, essas transportadoras e receptoras de mercadorias recebem o nome de “consolidadores” e “desconsolidadores”, quando operam no recebimento e armazenagem. Esses agentes constam de documentos e conhecimentos de carga que acompanham os lotes.

O conhecimento, em cargas consolidadas, é também conhecido como “Master Bill of Landing”, quando o modal marítimo é envolvido no processo. O armador marítimo emite o documento, lançando o embarcador como agente consolidador da carga e o agente desconsolidador como consignatário no destino.

Vantagens

Quanto maior o volume da carga consolidada, maior costuma ser a economia ou a vantagem em termos de custo, tanto para o agente consolidador quanto para o cliente final. Mesmo em fretes aéreos, quanto maior o peso consolidado, menor o valor a ser pago por unidade de peso ou massa. Algumas cargas fracionadas não podem ser facilmente consolidadas, mas para a grande maioria há algum tipo de contêiner ou invólucro que permite a consolidação.

Os operadores logísticos, por sua vez, assim como transportadoras, economizam não apenas em espaço, mas também em número de viagens, horas pagas a funcionários e colaboradores, despesas contábeis e burocráticas e ganham muito em produtividade. O aproveitamento de espaço é sempre maior porque toda carga que segue na consolidação ocupa espaço unitizados uma vez em conjunto – e essas unidades de carga já são especificamente projetadas para corresponder aos espaços de carga em caminhões, vagões, aviões e navios.

banner

 

admin
thiago.paim@cargobr.com
3 Comentários
  • CARGA CONSOLIDADA – HAROLDO GUEIROS – Enciclopédia Aduaneira
    Posted at 19:13h, 25 março Responder

    […] 7.3 – CARGA CONSOLIDADA – O QUE É AFINAL? -CARGO BR […]

  • ralf spies
    Posted at 01:45h, 21 fevereiro Responder

    Boa tarde, gostaria de importar produtos para uso próprio, decidi montar minha casa e o preço dos produtos chineses me atrai. Importo produtos a alguns anos através de correios, DHL, Fedex, até mesmo agentes de envio chineses, sempre para meu próprio uso e pagando os impostos. Desta vez gostaria de trazer um volume de mercadorias de medidas e dimensões que não se encaixam no envio comum. Estava pensando em dividir um container(LCL), ouvi falar na opção de carga consolidada, mas não tenho nenhum conhecimento sobre o processo de importação via container para pessoa física. Como procedo? Imagino que os valor final compense a contratação de um despachante aduaneiro. Além disso, sou empresário e também tenho pensado em fazer importações de maquinário para uso em minha empresa. Preciso de uma direção.

    • Rodrigo Almeida Moniz
      Posted at 00:30h, 29 março Responder

      Para fazer importação ou exportaçao você precisa se habilitar no siscomex perante a Receita Federal. É só procurar a unidade aduaneira da sua jurisdição e protocolar o requerimento na Receita Federal. Você pode fazer pessoalmente ou por procurador, despachante aduaneiro.
      Pesquise no site da Receita Federal por manual de habilitação no siscomex.

Postar Comentário