As 5 coisas mais incríveis já transportadas pela Fedex

A gente geralmente imagina que as pessoas, além de documentos, enviam cargas comuns e corriqueiras pelos correios e serviços de courier. A verdade, entretanto, é que elas tentam enviar de tudo. A Fedex separou em um brilhante vídeo uma lista com as 5 coisas mais estranhas que a empresa já transportou – coisa que você pode conferir no vídeo, aqui embaixo, acompanhando nossa lista também, uma vez que o vídeo original está em inglês.

5° Lugar – Partes do Titanic

A Fedex realizou o transporte de mais de 90 toneladas em partes, peças e artefatos recuperados do Titanic, para uma exposição sobre o desastre do navio. Além de centenas de itens completamente diferentes, a carga incluía uma peça única do casco do navio, com mais de 1 tonelada.

4° Lugar – Ovos de Tartaruga

Para você que conhece o trabalho do Projeto Tamar, aqui no Brasil, imagine o transporte e movimentação de ovos de tartaruga, mas em proporções gigantescas. A Fedex realizou o transporte de ovos da região do Golfo do México até o Atlântico. No total, a companhia estima que cerca de 70 mil ovos tenham sido realocados em uma mesma operação. A obra-prima de logística ocorreu para que as tartarugas fossem poupadas, durante o grande vazamento de óleo que ocorreu em 2010 na região.

3° Lugar – Vinho Beaujolais Nouveau 2004

O transporte do vinho foi feito da França para o Japão – até aí, nada de mais. O problema é que o lote incluía 504 mil garrafas de vinho, pesando um total de 630 toneladas.

2° Lugar – 19 Pinguins Vivos

Isso mesmo, a Fedex transportou 19 pinguins vivos da Califórnia até Nova Orleans. Imagine só o trabalho para manter a temperatura desses animais durante a viagem… mas não foi só isso, pois o mesmo lote também inclui duas lontras marinhas.

1° Lugar – Ursos Pandas

Carga em termos… esses ursos viajaram, desde 2010, seis vezes na primeira classe em voos completamente fretados pela empresa apenas para esse fim, que foram apelidados inclusive de “Fedex Panda Express”.

banner

 

admin
thiago.paim@cargobr.com
Sem Comentários

Postar Comentário