Carga sem nota? Pode começar tudo de novo

Carga sem nota? Pode começar tudo de novo

O transporte de mercadorias sempre foi alvo de rígida fiscalização.

Uma carga sem nota é sinal de dúvida na mercadoria, falta de garantia, ausência de segurança e transparência.

A legislação exige que o transporte de toda carga comercial seja acompanhada de nota fiscal, mas ainda é comum muitas empresas ou pessoas físicas enviarem suas mercadorias sem esse documento e correr os riscos pertinentes.

Continue lendo o post e saiba porque a carga sem nota é prejudicial para a sua empresa e como essa ação pode comprometer a encomenda!

Por que precisa ter nota fiscal?

A nota fiscal eletrônica é o documento emitido pela pessoa que está enviando a mercadoria a ser transportada para o devido comprador e tem a finalidade de registrar a venda e identificar tanto o vendedor como quem comprou o produto.

Desde janeiro de 2018, todas as encomendas com fins comerciais, independente da forma de transporte utilizada, devem obrigatoriamente estar acompanhadas de nota fiscal, inclusive, se for usado o serviço dos Correios.

Em relação ao serviço dos Correios, a conhecida declaração de conteúdo pode ser usada no envio de bens entre os não contribuintes.

Todos os transportadores brasileiros são impedidos de realizarem envio de carga sem nota e em caso de não cumprimento, a mercadoria poderá ser apreendida pelos órgãos competentes.

Emitir notas fiscais também é importante para a imagem da sua empresa, afinal, mostrará que os pagamentos dos tributos estão em dia, dando confiança e credibilidade para seu negócio.

Se você é uma empresa

Se você é uma empresa, sabe que por questões contábeis de entrada e saída precisa emitir uma nota fiscal, independente de ser uma venda, toda mercadoria circulante necessita de nota fiscal.

Não se pode, por exemplo, esperar que uma carga sem nota seja segurada, uma vez que não há qualquer declaração de valor em relação a ela.

Vale lembrar que no caso de fiscalização, sua mercadoria também poderá ser apreendida, uma vez que não possui nota fiscal ou qualquer certificação de origem.

Ressalta-se que a nota fiscal é exigida nas mais diversas operações como o transporte de:

  • Amostras grátis;
  • Brindes;
  • Cestas básicas para funcionários;
  • Consignações;
  • Devoluções;
  • Doações;
  • Bens importados ou exportados;
  • Operações com sucata e resíduos;
  • Mercadoria emprestada ou alugada;
  • Remessas para mostruário;
  • Retornos de conserto ou demonstração;
  • Transferências.

Nesses casos, impostos como ICMS e IPI não necessariamente incidem e, muitas vezes, o que muda na nota fiscal emitida é apenas a natureza da operação, o CFOP, e as informações complementares.

O regulamento de cada estado descreve quais códigos devem ser utilizados para cada tipo de operação, como, por exemplo, 5.949 para remessas de mostruário dentro do mesmo estado e 6.949 para a mesma operação fora do estado.

Na hora de preencher a nota, preste muita atenção no CFOP, caso contrário você pode acabar recolhendo impostos em uma operação que seria isenta ou vice-versa.

É preciso ressaltar que uma carga sem nota representa um risco para sua empresa e para a mercadoria.

Não emitir nota pensando que se está economizando no não pagamento dos impostos é não cumprir com as obrigações fiscais, expor a imagem da sua empresa e correr o risco de ter a mercadoria apreendida.

Se você é pessoa física

Carga sem nota também pode ser um problema para pessoas físicas.

Imagine que você tem um quadro e quis vendê-lo. Você mora na cidade de São Paulo e o comprador em Pernambuco.

O comprador, por estar em outra cidade, solicitou que o mesmo seja enviado via transportadora. Nesse caso, é preciso enviar junto com o objeto uma nota fiscal.

O que muitas pessoas não sabem, é que é possível emitir notas avulsas como pessoa física, inclusive na versão eletrônica, a chamada Nota Fiscal Avulsa Eletrônica, conhecida como NFA-e.

Basta procurar a Secretaria da Fazenda Estadual, em qualquer lugar do país, munido de RG, CPF e comprovante de residência.

O preenchimento da nota segue a lógica da nota comum.

No caso de operações de frete contratadas, como as fechadas por intermédio de alguma ferramenta, deve constar na nota se o responsável pelo transporte foi a empresa contratada, o próprio contratante ou um terceiro designado para a operação – como a CARGOBR.

É sempre bom informar os dados da transportadora e também o valor do frete para evitar problemas.

Ainda tem alguma dúvida sobre carga sem nota? Deixe nos comentários!

profissões da logística

Atividades e profissões da logística: você conhece?

Por muito tempo a área de logística foi tratada como um setor de apoio às outras áreas da empresa. Suas atividades e profissões eram quase que invisíveis e pouco valorizadas.

Seu objetivo era o de receber, armazenar e expedir as mercadorias estocadas, sejam elas para a área de produção de uma fábrica ou para clientes finais.

Com o tempo, esse setor passou a ser estratégico na visão das grandes corporações e empreendedores, que sabem que suas atividades colaboram na lucratividade da operação, bem como podem trazer prejuízos.

Nesse post, você vai conhecer as atividades e profissões que envolvem a área de logística, setor tão importante para o bom funcionamento de todas as empresas. Continue lendo e saiba da importância dessa área na gestão empresarial!

O que é logística?

O conceito de logística surgiu na Segunda Guerra Mundial, onde o transporte e armazenamento das armas eram fundamentais para o sucesso das missões.

Na época, foi realizado todo um estudo a respeito dos esforços que precisavam ser feitos para que os armamentos chegassem a um lugar seguro e estivessem disponíveis no momento certo. Todos esses pontos eram avaliados pelos oficiais especialistas no assunto.

A logística, portanto, pode ser compreendida como o planejamento e execução da movimentação e armazenamento de mercadorias.

No mundo corporativo, a área de logística é a responsável pelo recebimento, armazenamento, manutenção, separação e expedição de mercadorias produzidas ou adquiridas pela empresa.

Subáreas da logística

A logística, em qualquer empreendimento, contribui para o sucesso ou fracasso de uma negociação, contribuindo significativamente para o lucro da operação quando bem definida, ou gerando prejuízos quando não tratada adequadamente.

Existem subáreas dentro da logística, onde assuntos específicos são tratados de forma particular, e onde profissionais atuam na busca da otimização dos processos.

Universidades oferecem cursos e formam especialistas nas mais diversas profissões desse grande setor.

Dentre as suas subáreas, as de maior destaque são:

  • Recebimento e expedição de mercadorias;
  • Armazenamento e manutenção dos estoques;
  • Transporte e movimentação de materiais;
  • Suprimentos e compras.

Atividades e profissões da área de logística

Muitas profissões da logística se confundem e mesclam com atividades de outras áreas, uma vez que a integração entre elas é fundamental para o sucesso da operação.

Profissionais do recebimento e expedição precisam de extrema atenção para verificar se o material a ser movimentado está de acordo com o pedido gerado.

São responsáveis em verificar se quantidades, valores e itens estão de acordo com a compra realizada.

Portanto, trabalham diretamente com todo o time de vendas e faturamento.

Além disso, em conjunto com a área de produção e de armazenagem, desenvolvem estudos e implantam soluções para que o estoque atenda exatamente a demanda solicitada, diminuindo custos e contribuindo para o resultado final.

Outra atividade de extrema importância são os envolvidos na manutenção e armazenamento dos estoques. São os responsáveis em manter o ambiente próprio para receber todo tipo de produtos: comuns, perecíveis e os que merecem cuidados especiais.

Dentre as profissões da logística, os envolvidos com a mobilidade são responsáveis em avaliar as melhores modalidades de transporte para o despacho, avaliando custos, tempo de entrega e qualidade nos serviços prestados.

As áreas de materiais e suprimentos envolvem os profissionais de compras que precisam estar integrados com equipes de produção, vendas e armazenamento.

O desempenho desses profissionais é que mantém uma fábrica funcionando quanto a alimentação de matéria-prima, e que não deixam faltarem mercadorias nas prateleiras para os clientes finais.

Também é preciso lembrar dos caminhoneiros que são responsáveis por transportar as cargas no modal rodoviário.

Valorização das profissões da logística

As profissões da logística são cada vez mais procuradas, uma vez que o mercado vem valorizando e reconhecendo a importância dessa área no sucesso dos empreendimentos.

A área de logística é aquela que não pode falhar, pois, todos os processos de uma indústria, comércio ou empresas de serviços estão ligadas a ela.

Seja para atender as demandas das áreas de vendas das lojas, ou para alimentar uma área de produção com matéria-prima, ou ainda para servir as equipes prestadoras de serviços com equipamentos e insumos, esse setor precisa funcionar.

A CARGOBR reconhece e contribui para o sucesso nas operações logísticas de milhares de empresas que contam com sua plataforma, que disponibiliza cotações de fretes de maneira gratuita e em tempo real.

Acesse agora mesmo e conheça as possibilidades e facilidades na contratação de frete!

cargas unitizadas

Cargas unitizadas: vantagens e aplicações

Unitizar uma carga consiste em transformar volumes, pesos, formatos e tamanhos diferentes de cargas em uma unidade idêntica e uniforme.

A utilização dessa estratégia permite um melhor aproveitamento dos espaços de carga e também no armazenamento.

Além de facilitar os processos logísticos em termos de volumes e também de tempo, as cargas unitizadas tornam o controle de remessas mais rápido e eficiente.

Continue lendo nosso post e entenda mais a respeito desse conceito tão importante para a logística.

Tipos de cargas unitizadas

Diferente do que vemos nos caminhões de entregas nas cidades, onde cada caixa é acondicionada individualmente, as cargas unitizadas ficam unidas em um único ambiente, o que facilita todo o processo de logística.

Existem algumas maneiras de realizar a unitização de cargas, as mais comuns são:

Contêineres

São grandes caixas normalmente de metal que são utilizadas para o acondicionamento de diversos produtos que serão enviados a um mesmo destino.

Eles são amplamente utilizados nos portos.

Chegando ao destino, o contêiner é esvaziado e reutilizado para novas cargas.

Cargas paletizadas

São estruturas de madeira ou metal no formato de uma plataforma horizontal, onde a carga pode ser distribuída e agrupada sem riscos de queda.

Também são reaproveitadas inúmeras vezes e facilitam muito os processos logísticos.

Cargas pré-lingadas

Estrutura fabricada, normalmente, com fios de poliéster de grande resistência que suportam bastante peso. Esses fios são içados através de guindaste e armazenados nos locais apropriados.

Esse tipo de carga unitizada é muito utilizado nos portos, com os pacotes que possuem o mesmo peso e volume.

Vantagens das cargas unitizadas

A unitização de cargas, embora seja uma tendência da logística moderna e envolva volumes e unidades cada vez maiores, não é exatamente uma novidade.

As sacas de produtos agrícolas, por exemplo, na sua maioria das vezes são cargas unitizadas, possuindo um mesmo peso e um mesmo tamanho para todas as remessas.

No aspecto financeiro e comercial são sempre negociadas dentro de um padrão correspondente a unitização das cargas.

Portanto, além de tornar o processo logístico mais fácil, as cargas unitizadas permitem que toda uma cadeia opere dentro dos mesmos patamares de volume e classificação.

Ainda outras vantagens das cargas unitizadas

As vantagens da utilização de cargas unitizadas não giram somente entre o embarque e a comercialização, existem ainda outros benefícios envolvidos:

  • Redução dos custos de contratação e otimização do tempo trabalhado;
  • Menos dispêndio na movimentação e controle de armazéns e áreas de estocagem, além de facilidades no controle de entradas e saídas e lançamento de volume e pedidos;
  • Agilidade no manuseio e estocagem de cargas;
  • Melhor uso do espaço de armazenagem ou de transporte, geralmente seguindo mesmo padrão da unidade de carga empregada;
  • Menor número de movimentações e manobras para trânsito da carga;
  • Redução de desperdícios e perdas decorrentes do transporte;
  • Boa comunicação do segmento logístico com os departamentos de vendas e financeiro;
  • Redução de roubos e extravios devido aos volumes unitários maiores e mais difíceis de se desviar.

A CARGOBR é especialista nos processos logísticos e oferece ao mercado uma plataforma gratuita onde transportadoras, embarcadores e clientes se encontram com as ofertas de frete. Faça uma cotação acessando a plataforma!

tecnologia na logística

A importância da tecnologia na logística

É impossível imaginar uma transportadora sem controles automatizados. Hoje, a utilização da tecnologia na logística como ferramenta de apoio é fundamental para o desenvolvimento das tarefas.

O mercado, a partir das ferramentas tecnológicas disponibilizadas, criou expectativas que exigem qualidade, eficiência e agilidade nos processos, inclusive nas áreas que envolvem a logística.

Diante disso, a utilização da tecnologia na logística passou a ser uma obrigação das empresas e não mais um diferencial ou uma oferta de serviços adicionais. O mercado deseja monitorar e saber onde está o produto que adquiriu.

Portanto, a tecnologia é uma necessidade básica para atender a demanda do mercado que a cada dia é mais exigente.

Continue lendo e entenda mais a respeito da importância da tecnologia na logística.

A importância na integração das informações

“Informação é tudo”, essa pequena frase tão conhecida no mundo dos negócios, é mais verdadeira do que se possa imaginar.

Informação é o conjunto de dados que integrados, processados e organizados trazem a realidade do que está acontecendo.

Mas, as informações geradas a partir dos dados, além de confiáveis e precisas, devem também estar disponíveis para todas as áreas envolvidas nos processos logísticos.

A recepção de materiais precisa saber a programação de entradas de mercadorias com datas, quantidades, valores e detalhes da negociação, portanto, integrada com a área de compras.

Já a área de armazenamento precisa de informações a respeito da utilização do material estocado, conhecer o planejamento produtivo (numa indústria, por exemplo) e organizar e facilitar a retiradas das mercadorias, trata-se da integração com vendas ou produção.

Isso se chama integração das informações e sem processos automatizados e organizados, através de ferramentas tecnológicas, é impossível fazer com que a área de logística possa desenvolver suas tarefas de maneira automática e com qualidade.

A tecnologia na logística é vital, pois, são inúmeros os fatores que envolvem controles e organização, sob pena de grandes prejuízos e sérios problemas nos casos de erros.

Processos automatizados

A automação dos processos colabora na organização das funções e tarefas de todos os envolvidos, bem como contribui para a diminuição de erros, o que, consequentemente, significa redução de custos.

São muitos detalhes e pormenores na área de logística, que exigem controles automatizados para viabilizar a operação.

Os recursos disponíveis hoje em termos de tecnologia na logística possibilitam controles precisos, qualidade nos serviços, agilidade nos processos e segurança para o cliente final.

Os leitores de códigos de barras e etiquetas RFID, utilizados na coleta, estoque e expedição de mercadorias, facilitam a localização e evitam erros, registrando a entrada, armazenagem e saída dos produtos.

Impressoras para emissão de etiquetas, sistemas para controle de estoques, que geram relatórios estatísticos na movimentação de mercadorias, são fundamentais para a tomada de decisão por parte dos gestores.

Mas, muito além desses controles, essas ferramentas são responsáveis na alimentação de sistemas de rastreamento, que podem identificar todo o trajeto percorrido por qualquer produto, identificando possíveis problemas no transporte.

Sistemas e tecnologia na logística

Atualmente, conceitos de integração estabelecem a troca de informações entre a empresa que permite que ações sejam tomadas sem a interferência humana.

Bons exemplos são observados nas grandes indústrias montadoras que recebem matéria-prima de seus fornecedores em datas e horários estabelecidos a partir do acompanhamento e sinalização de sistemas automatizados.

Quantidades corretas para consumo ou distribuição, produtos entregues em tempo hábil e fácil localização de cargas e mercadorias são sinônimos de economia. Isso só é possível com a colaboração da tecnologia.

Internet, confiabilidade e segurança

Atualmente, sistemas e equipamentos instalados nos veículos, permitem ao usuário autorizado, o acompanhamento e monitoramento de determinada mercadoria. O que prova o sucesso da tecnologia na logística e nos processos de transporte.

A internet possibilita, a partir do sistema de controle logístico, informações a respeito de determinada encomenda e o status em que se encontra os produtos.

Isso, sem dúvida, traz confiabilidade ao processo e segurança ao cliente, que monitora a situação e movimentação do produto adquirido.

A tecnologia na área de logística evita fraudes, perdas, sonegação, extravios e economia a todos os envolvidos.

A CARGOBR acredita e investe em tecnologia, disponibilizando ao mercado uma plataforma que possibilita a contratação dos melhores serviços de logística de acordo com as necessidades individuais de cada cliente.

Confira a plataforma e faça gratuitamente uma cotação de frete, acessando o site e conhecendo nossas possibilidades.

frete para e-commerce

Frete para e-commerce: desafio ou oportunidade?

Os números ainda não foram fechados, mas a previsão da E-Consulting para o ano de 2018 apontava um faturamento na ordem de R$ 77,8 bilhões no e-commerce brasileiro.

Um aumento de 20,9% com relação aos negócios gerados no ano de 2017.

Não existe mais dúvida a respeito do sucesso e da importância que o e-commerce conquistou em todo o mundo.

As pessoas mudam seus costumes e a cada dia mais gente adere às compras pela internet, essa é uma tendência que não tem mais volta.

Nessa realidade, o frete para o e-commerce pode ser um desafio a ser vencido e uma excelente oportunidade para otimizar as entregas e ter a logística como diferencial da sua empresa. Continue lendo e conheça detalhes!

O frete para e-commerce

O Brasil, como se sabe, é um país em que os caminhões predominam os meios de transporte de carga.

Com um número que ultrapassa 1.800.000 veículos, a imensa maioria das cargas do país é transportada por vias terrestres e por caminhões.

Apesar dessa quantidade de veículos, um dos grandes desafios das lojas virtuais é o frete para e-commerce.

Muitas pessoas desistem da compra quando o valor do frete é apresentado.

Isso porque as transportadoras ainda estão se adaptando ao novo momento e precisam ajustar conceitos e métodos para tratar individualmente cada pequena encomenda que sai das lojas virtuais e que tem por destino todos os cantos do país.

Diferente de transportar grandes quantidades de mercadorias em contratos pré-definidos, o frete para e-commerce modifica completamente a realidade do transporte de cargas, onde os grandes volumes eram a prioridade.

O que fazer para diminuir o valor do frete?

Uma das formas para a diminuição do valor de frete para e-commerce é negociar com cada transportadora e fechar acordos com valores mais vantajosos para o cliente final de cada região.

No entanto, as transportadoras desejam volume de transporte e também a fidelidade dos clientes, para transportar cargas em menor quantidade.

Portanto, não é fácil atingir o objetivo da redução do valor do frete quando as demandas são menores.

Mas, ainda mais complicado é localizar uma transportadora que atenda as suas necessidades e que garanta a qualidade nos serviços, os prazos estabelecidos e a devolução de valores no caso de sinistros e acidentes.

Buscando alto volume, as transportadoras associam-se às plataformas de logística ou ainda preferem clientes que trabalham com grandes quantidades de mercadorias a serem transportadas.

Dificuldades no atendimento

Em função da entrada de milhares de lojas virtuais no mercado, que comercializam seus produtos para qualquer lugar do país, o volume de cargas fracionadas cresceu exponencialmente nos últimos anos.

Para atender a essa demanda surgiram empresas especializadas em logística de cargas fracionadas e que fazem a ligação entre as lojas virtuais e as transportadoras, como é o caso da CARGOBR.

A partir das dificuldades encontradas pelas transportadoras e pelos lojistas em comunicarem-se, essas empresas especialistas desenvolvem soluções que atendam a essa nova realidade.

O objetivo é o aproveitamento de espaço nos caminhões, roteiros de viagens e consolidação de cargas, diminuindo custos para as transportadoras e, consequentemente, diminuindo o frete para e-commerce.

Novidades chegando

Um novo serviço está chegando ao mercado para resolver o problema do frete para e-commerce.

Numa nova visão, adaptada à realidade das lojas virtuais, a CARGOBR lançará um produto que integrará as cotações de frete dentro da plataforma de e-commerce, apresentando preços competitivos e facilidades para o comprador e lojista.

Hoje a CARGOBR disponibiliza gratuitamente, por meio da sua plataforma, cotação de fretes para milhares de clientes.

São centenas de transportadoras cadastradas que levam mercadorias a todos os estados do Brasil.

A plataforma permite que o tempo de localização da melhor transportadora caia em 70%, além de uma redução de até 40% na cotação se comparada às realizadas diretamente com as transportadoras.

Com a implantação do novo sistema, será possível calcular o valor do frete na sua loja virtual, ganhando velocidade e preços competitivos para a logística. Tudo rápido, com qualidade e garantido pela CARGOBR.

Acompanhe as notícias e novidades a respeito, no Facebook e no site da CARGOBR, pois, em breve as dificuldades do frete para e-commerce se tornarão grandes oportunidades de negócio.